O Rio Grande do Sul registrou neste domingo o amanhecer mais frio até agora no ano no Estado. A menor temperatura foi registrada pela estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia em Vacaria com 0,9ºC. Santa Catarina teve 2,4ºC abaixo de zero em Urupema. Em Porto Alegre, a menor marca foi anotada na Lomba do Pinheiro, onde estação do Sistema Metroclima da Prefeitura, acusou 7,5ºC. No Jardim Botânico, o Inmet anotou 9,8ºC, mesma mínima do Aeroporto Salgado Filho. Foi a primeira vez em 2013 que a temperatura caiu abaixo da marca de 10ºC na Capital. A maioria das regiões (Campanha, Noroeste, Planalto, Serra, Aparados, Sul, etc.) teve mínimas abaixo dos 5ºC. Na Serra e nos Aparados houve observação de geada. Em alguns locais da Serra, o resfriamento de hoje somente não foi maior devido à formação nevoeiro.


Área do Castelinho, junto ao Parque Estadual do Caracol, em Canela, amanheceu neste domingo com nevoeiro e teve mínima de 3,2ºC (foto de Adriana Silveira do Grupo Sinos)


Apesar de muito baixas, as mínimas deste domingo estão muito distantes de se constituir em recorde. Na série histórica 1961-2012, por exemplo, as estações do Instituto Nacional de Meteorologia registraram no mês de abril 0,4ºC em Bom Jesus (16/04/1980), 2,7ºC em Pelotas (20/04/1971), 3,8ºC em Uruguaiana (15/04/2008), 3,0ºC em Santa Maria (26/04/1971) e 4,2ºC em Rio Grande (24/04/2012), dentre outros registros. Mesmo assim, as marcas deste domingo foram muito menores que as médias mínimas históricas desta época do ano e até mesmo dos meses centrais do inverno. Bom Jesus teve neste domingo uma mínima de 2,6ºC, quando a média mínima de abril da estação é de 11,1ºC, logo 8,5ºC abaixo da normal histórica do município. E as médias mínimas (1961-1990) de Bom Jesus são de 6,8ºC em junho e de 6,7ºC no mês de julho.


O Rio Grande do Sul chegou a ter dias com temperatura tão baixa quanto 4ºC durante o verão, mas na Grande Porto Alegre não havia sido registrado ainda nenhum dia ainda com mínima abaixo de 10ºC neste ano. Até hoje. Neste domingo foram anotadas as primeiras marcas de um dígito de 2013 na Grande Porto Alegre. E, mais uma vez, em abril. Dados históricos da estação meteorológica de Campo Bom, onde hoje fez 7,9ºC, mostram que desde a sua abertura em 1985 até o ano passado, a primeira mínima de um dígito do ano ocorreu em abril em 19 anos (65,5% do total), 6 vezes em maio (20,6%), 3 vezes em março (10,3%) e uma vez em fevereiro (3,4%). Logo, em regra, o primeiro frio mais intenso do ano na região costuma ocorrer justamente ao redor desta época, em torno da metade do mês de abril. No ano passado, a primeira mínima de um dígito do ano em Campo Bom foi em 29 de março em dia de frio histórico, afinal a mínima de 7,7ºC foi a menor para março desde o início das medições e só a quarta abaixo de 10ºC no primeiro trimestre na cidade, tal como nos anos de 1990, 1991 e 2000.



A próxima madrugada voltará a ser fria em todo o Rio Grande do Sul, porém com marcas mais altas que hoje na maioria das regiões. Em baixadas da Serra e da Metade Norte do Estado, porém, são projetadas mínimas semelhantes ou ocasionalmente até menores que as anotadas neste domingo. Durante toda a semana as madrugadas serão de temperatura baixa no Rio Grande do Sul, até mesmo porque se espera que a massa de ar frio volte a se intensificar sobre o território gaúcho entre terça e quarta. Na segunda metade da semana, ar mais aquecido invade o Estado, porém a atmosfera seca seguirá provocando mínimas baixas na madrugada com acentuação das diferenças de temperatura entre microclimas, esperando-se valores muito menores em baixadas comparados a pontos mais altos dentro de um mesmo bairro ou cidade. O sol predomina durante a semana, com momentos de nuvens o céu, mas haverá períodos de restrição de visibilidade. Isso porque as condições serão favoráveis à formação de nevoeiro, sobretudo perto de rios e lagoas. Com ingresso de ar mais quente em altura e forte resfriamento em superfície, os bancos de nevoeiro vão ser mais generalizados na segunda metade da semana por conta da inversão térmica.