Anúncios

Em dia que promete ser escaldante em muitas regiões do Sul do Brasil, até com marcas à tarde perto de 40ºC, algumas cidades das partes mais altas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina amanheceram hoje com temperatura sim de inverno em pleno auge do verão. Aqui no Estado, a mínima foi de 6,8ºC, marca indicada por estação automática particular no interior do município de São José dos Ausentes, nos Aparados da Serra. Já no Planalto Sul Catarinense, estações da Epagri/Ciram apontaram mínimas de 4,7ºC em Bom Jardim da Serra e 6,0ºC em Urupema. A Climaterra anotou 9,7ºC na área urbana e 9,8ºC no distrito do Cruzeiro, em São Joaquim. Se depender apenas das condições atmosféricas é possível até mesmo que tenha ocorrido formação de geada muito fraca e bastante isolada no Planalto Sul Catarinense (solo aquecido nesta época dificulta). A razão para mínimas tão baixas foi o ar bastante seco em altitude. Dados da sondagem do Aeroporto Salgado Filho às 22h de sexta mostraram umidade em 700 hPa (3100 metros) de apenas 7% com ponto de orvalho de 24ºC abaixo de zero.



O mapa da umidade/água precipitável e correntes de vento em 700 hPa abaixo mostra que o ar mais seco em altitude (na cor marrom) nesta madrugada sobre o Sul do Brasil estava justamente concentrado sobre as áreas de maior relevo como o Planalto Sul Catarinense e os Aparados da Serra, onde se deram as mínimas baixas. Quanto mais seca a atmosfera, maior o resfriamento noturno e mais acentuado e rápido o aquecimento diurno. Outra consequência do ar muito seco é a grande variação de temperaura entre os microclimas locais com o frio em áreas de baixadas e vales, e temperatura bem mais alta em pontos elevados dentro do mesmo bairro ou município. É o que explica estação particular em Ausentes ter tido 6,8ºC e a do Inmet (instalada sobre um morro) não ter marcado menos de 13ºC. Ou ter feito em São Joaquim 9,7ºC na sede da Climaterra e não ter baixado de 14ºC na estação do Inmet na cidade, só a um quilômetro de distância e em ponto mais alto.


Mas, por favor, que ninguém se engane com estas mínimas localizadas muito baixas. Com o ar muito seco, algumas destas cidades que registraram marcas de inverno terão à tarde máximas de 28ºC a 30ºC. Em um intervalo de apenas oito horas (das 7h para 15h). O dia será quente em todo o Rio Grande do Sul com marcas de 35ºC a 37ºC na região de Porto Alegre, nos Vales e no Noroeste. Vai ser um sábado de calor inclusive nas praias gaúchas (foto abaixo de Tarsila Pereira do Correio do Povo).



Segue o alerta da MetSul Meteorologia para os altos a extremos índices de radiação UV (evite sol sem protetor) neste fim de semana, e de calor muito intenso ainda nos próximos dias. A onda de calor segue até quinta-feira. Na terça, quarta e quinta deverá ter seu auge com máximas, por exemplo, na região de Porto Alegre entre 38ºC e 40ºC. O sol predomina no período e qualquer ocorrência de chuva vai ser muito isolada e afetar um pequeno número de localidades. Na sexta-feira, ao contrário, avanço de frente fria vai trazer chuva generalizada, até forte e com risco de temporais localizados, para o Rio Grande do Sul.

Anúncios