Anúncios

A semana vai começar com muita chuva em parte do Sul do Brasil, o que vai trazer volumes de precipitação expressivos em algumas áreas. A chuva atingirá os três estados do Sul, entretanto não será volumosa em toda a região. Será o primeiro episódio de chuva mais ampla na região nesta primavera que teve início às 22h04 da quinta-feira.


O tempo já começou a mudar na Região Sul. As imagens do satélite meteorológico GOES-16 da manhã deste domingo mostravam muitas nuvens sobre a região com maior nebulosidade sobre o Paraná, onde nuvens de maior desenvolvimento vertical se formavam.

Os radares meteorológicos mostravam ocorrência de chuva na maioria das regiões paranaenses na manhã deste domingo, predominantemente com intensidade fraca a moderada. No Oeste e no Sudoeste do Paraná, chovia mais forte em alguns pontos, como na área de Foz do Iguaçu.


Dados de estações pluviométricas indicavam até o final da manhã acumulados de chuva de até 20 mm na área de Foz do Iguaçu, mas entre 5 e 10 mm na maior parte das regiões do estado paranaense. Como o episódio de instabilidade recém tem início, os acumulados vão aumentar significativamente.

A chuva atinge grande parte do Paraná e de Santa Catarina da tarde para a noite deste domingo com pancadas localmente moderadas a fortes. As precipitações, com menor intensidade e de forma mais irregular, alcançam ainda pontos da Metade Norte gaúcha, sobretudo pontos mais próximos de Santa Catarina. Parte da chuva pode chegar ainda ao Leste do Rio Grande do Sul, com muito fraca intensidade e de forma bastante irregular.

Nesta segunda, chove menos em Santa Catarina e as precipitações alcançam número menor de localidades. Em vários pontos, o sol aparecerá com nuvens e períodos de maior nebulosidade. A chuva será mais generalizada na segunda é no Paraná, onde as precipitações ocorrem na maior parte dos municípios e de forma moderada a forte em alguns.

No Rio Grande do Sul, pelo eixo de uma área de baixa pressão, ocorre chuva ou garoa de forma irregular em pontos do Sul e do Leste gaúcho nesta segunda, mas mesmo nestas áreas o sol vai chegar a aparecer com nebulosidade. Na maior parte do território gaúcho, o tempo seguirá firme nesta segunda.

Na terça, áreas de instabilidade que avançam sucessivamente de Oeste para Leste mantêm a chuva na maioria das localidades do Paraná e pode chover localmente forte. Santa Catarina terá sol, nuvens e chuva isolada com precipitação mal distribuída. No Rio Grande do Sul, na terça, o tempo firme predomina com sol, nuvens e momentos de maior nebulosidade em alguns pontos.

Volumes de chuva

Os volumes de chuva serão elevados em parte do Sul do Brasil neste começo de semana. Os mais altos acumulados devem ocorrer justamente nas áreas que sofrerão com a instabilidade mais persistente, no caso o estado do Paraná que terá chuva mais ampla entre hoje e a terça-feira. No Rio Grande do Sul, a tendência é de chover muito pouco e sequer chover em muitas cidades.

O mapa acima mostra a projeção de chuva acumulada em 72 horas do modelo de alta resolução WRF da MetSul até 21h de terça. Observa-se a tendência indicada pela simulação de abundante chuva no Paraná com marcas perto e acima de 100 mm em algumas áreas, especialmente do Oeste e do Noroeste paranaense.

Projeção semelhante para 72 horas tem o modelo Icon, da Alemanha, que igualmente aponta a possibilidade de volumes de chuva acima de 100 mm em alguns pontos. Assim como o WRF, o Icon projeta os mais altos volumes de chuva para a Metade Oeste paranaense, embora em locais mais a Leste do Paraná como Curitiba também chova.

Apesar do tempo muito instável no Paraná neste começo de semana, a tendência não é de um episódio de temporais generalizados. O risco de tempo severo no estado é baixo, mas qualquer tempestade que vier a ocorrer será muito isolada e com maior probabilidade de queda de granizo.

Como consultar os mapas

Todos os mapas de chuva neste boletim, e outros de temperatura, risco de granizo, vento, umidade, pressão atmosférica, geada e neve, dentre outras variáveis, podem ser consultados a qualquer hora pelo nosso assinante (assine aqui) na seção de mapas. As projeções dos modelos atualizam duas a quatro vezes por dia, de acordo com cada simulação. Na seção de mapas, é possível consultar ainda o modelo WRF de altíssima resolução da MetSul.

Anúncios