Anúncios

Parte do Sul do Brasil segue com ar úmido que favorece temporais isolados | Carlos Kist

O risco de temporais localizados prossegue nesta quarta-feira no Sul do Brasil, adverte a MetSul Meteorologia, mas a possibilidade de tempo severo é muito isolada e não alcança toda a região. Grande parte do Rio Grande do Sul não tem qualquer risco de tempestade nesta quarta-feira e amanhã com o avanço de uma massa de ar com temperatura mais amena e seca.

Áreas do Norte gaúcho, de Santa Catarina e do Paraná é que concentram o risco hoje de que se produzam algumas tempestades localizadas. As nuvens de maior desenvolvimento vertical se formam já no final da manhã desta quarta no Norte gaúcho, onde durante a tarde se originam mais áreas de instabilidade, e avançam na sequência para Santa Catarina e o Paraná.


O sol predomina no Oeste e na Metade Sul gaúcha ao passo que na Metade Norte gaúcha, Santa Catarina e o Paraná a atmosfera permanece instável pela presença de maior umidade associada ao rio voador originado da Amazônia que transportar ar úmido e maior quantidade de vapor d´água para a parte meridional do Brasil.

O mapa abaixo mostra a projeção do modelo norte-americano de vapor d´água para o dia de hoje no Sul do Brasil em que se observa nitidamente a presença do ar mais úmido (representado na cor amarela) entre o Norte gaúcho e o Paraná ao passo que na Metade Sul do Rio Grande do Sul a atmosfera está muito mais seca (cor azul), o que frustra instabilidade.


Sob este cenário, há risco de chuva localmente forte em pontos da Metade Norte gaúcha e de Santa Catarina e do Paraná com possibilidade de temporais com queda de granizo ou rajadas de vento forte. Pontua-se que são ocorrências isoladas a muito isoladas e que a maioria dos locais não deve ter tempestades nestas zonas de risco entre a tarde e a noite de hoje.

Chama atenção na projeção de chuva acumulada do modelo de alta resolução WRF o indicativo de acumulados de precipitação muito altos a excessivos de forma muito isolada em Santa Catarina e no Paraná, o que é um indicativo de que os volumes de forma bastante localizada, acompanhando temporais, podem ser significativamente altos em curto período com risco de alagamentos e inundações repentinos.

Amanhã, o sol aparece com nuvens na maior parte do Sul do Brasil, mas com períodos de maior nebulosidade em algumas áreas. A chance de chuva deve ocorrer mais em Santa Catarina e no Paraná, entretanto não será generalizada e tende a ser mal distribuída com variabilidade grande de volumes.

Permanece o risco de temporais muito isolados nos estados catarinense e paranaense, especialmente no Nordeste de Santa Catarina e no Leste do Paraná. No Rio Grande do Sul, não se afasta chuva isolada no Norte do Estado em áreas próximas da divisa com Santa Catarina.

Na sexta-feira, o cenário será muito parecido com o da véspera. O sol mais uma vez aparece na maior parte do Sul do país com tempo mais aberto no Rio Grande do Sul e regiões com maior nebulosidade em Santa Catarina e no Paraná, onde chuva isolada é esperada principalmente em horas da tarde para a noite. No território gaúcho, onde o tempo firme predomina, outra vez locais mais ao Norte do estado podem ter precipitação muito isolada na segunda metade do dia.

Anúncios