Anúncios

Clima típico de verão com calor, abafamento, pancadas e temporais localizados prosseguirá na capital paulista nos próximos dez dias | ROVENA ROSA/AGÊNCIA BRASIL/EBC

Temporal no começo da noite de ontem atingiu parte da cidade de São Paulo e veio com chuva intensa e vento. A tempestade localizada derrubou árvores, alagou ruas e causou o bloqueio de algumas vias na capital paulista. Balanço dos Bombeiros indicou 102 chamados por quedas de árvores, 150 para inundações e 13 por deslizamentos. Na Vila Prudente, pessoas ficaram ilhadas e tiveram que ser resgatadas pela corporação.

O temporal que atingiu a cidade de São Paulo com chuva intensa isolada foi consequência do ar quente e úmido que atua na região e da aproximação de uma frente fria que ativou a instabilidade. O risco de temporais localizados e passageiros com altos volumes de chuva em curto período se mantém durante toda esta primeira metade de março, uma vez que a área da cidade de São Paulo vai permanecer sob influência de ar quente tropical.


A chuva fica, no geral, abaixo da média nesta primeira quinzena de março na região da cidade de São Paulo e os volumes de precipitação elevados ocorrem de forma localizada por conta dos temporais isolados gerados pelo calor e a umidade e que ocorrem principalmente em horas da tarde para a noite. Chuva e temporais que não chegam a ocorrer todos os dias na capital paulista e quando ocorrem tendem a ser localizados, afetando partes da cidade.

Ao menos nos próximos dez dias, a tendência para a capital paulista é a manutenção do tempo quente e abafado com sol, nuvens e pancadas de chuva. Alguns dias terão tempo mais aberto e sol forte enquanto outros apresentarão maior cobertura de nuvens, mas o abafamento pela alta umidade e o ar quente serão uma quase constante.


Justamente o perfil mais úmido da atmosfera impede que o calor atinja valores mais extremos no período da tarde. A atmosfera se instabiliza à medida que a temperatura sobe mais, o que impede máximas muito altas. Por isso, na maioria dos dias as máximas ficam próximas ou pouco acima dos 30ºC.  Nos dias mais quentes, quando os termômetros atingem marcas de 32ºC ou 33ºC, cresce o risco destes temporais de chuva forte, raios e vento da tarde para a noite.

O clima típico de verão com calor, umidade e pancadas de chuva, portanto, não abandona a cidade de São Paulo tão cedo. Somente uma frente fria de maior potência seguida de ar mais frio no Sul do Brasil poderia romper este ciclo de temperatura alta, tempo abafado e pancadas, entretanto no horizonte de dez dias não se enxerga uma mudança significativa no padrão atmosférico.

Anúncios