Anúncios

Astronauta Lírico/Twitter

A MetSul Meteorologia alerta para a probabilidade de novos episódios de chuva intensa com altos volumes em curto período nas próximas horas. São ocorrências localizadas e não gerais, uma vez que as precipitações são muito irregulares na distribuição. Dentro de uma mesma região geográfica podem ser registradas marcas de 50 mm a 100 mm em menos de três horas de chuva e em localidades próximas pouco ou nada chover.

O risco de chuva isoladamente excessiva da tarde para a noite desta sexta-feira é maior na Metade Norte gaúcha, apesar de pancadas isoladas previstas para a maioria das regiões do Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Ontem, os dois estados tiveram chuva bastante volumosa e até extrema em alguns pontos.


O Sul do Brasil está sob um padrão atmosférico (leia mais aqui) que favorece eventos de chuva volumosa e excessiva. Este padrão vai persistir nos próximos dias, assim que são esperados novos eventos de chuva intensa no fim de semana e no começo da semana que vem. Além destes eventos de chuva muito intensa localizada, que trazem alagamentos e outros transtornos como inundações repentinas, podem ocorrer temporais localizados e passageiros com queda de granizo e rajadas de vento forte.

Um centro de baixa pressão que vai avançar neste fim de semana entre a Argentina e o Uruguai deve aumentar a instabilidade sobre o Sul do Brasil, particularmente no Rio Grande do Sul, trazendo um incremento no risco de chuva localmente intensa e de tempestades.

A probabilidade de ocorrência destes eventos de chuva extrema pode ser antecipada dias ou horas antes, mas não é possível antever quais cidades serão afetadas porque eventos bastante localizados. Em municípios de maior dimensão territorial, neste tipo de situação, não raro se observa chuva perto de 100 mm em um temporal em parte da cidade e em locais não muito distantes dentro da mesma cidade pouco ou nada de chuva.


Os modelos numéricos que geram projeções de volumes, ademais, não conseguem prever exatamente tais eventos de chuva extrema isolados, por isso prevêem volumes de 15 mm a 20 mm para um dia em determinado município e no fim, por um temporal, acaba chovendo 100 mm. Os meteorologistas que enxergam o cenário macro da atmosfera é que conseguem alertar para este risco de eventos porque não se limitam a observar projeções numéricas de chuva de modelos, atentando para as condições gerais da atmosfera que sinalizam o risco de episódios localizados extremos de precipitação.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios