Anúncios

O Rio Grande do Sul teve hoje o terceiro dia consecutivo de forte instabilidade e com novos temporais. Tal como a MetSul Meteorologia, os temporais nesta quarta ocorreriam mais ao Norte do Estado pela presença do ar mais quente sobre a região.

Carazinho

Vendaval em Carazinho destelhou casas e derrubou árvores nas zonas urbana e rural do município. Na Serra, granizo caiu em pontos localizados de diferentes cidades. Em Arroio do Tigre, no Centro-Serra, as pedras de gelo de médio tamanho provocaram danos em lavouras. Nesta noite, um temporal de granizo atingiu Santiago com pedras de grande diâmetro. 


Santiago

É uma persistente massa de ar quente e úmido sobre o Rio Grande do Sul que favorece a sequência de dias com chuva e tempestades no Estado, o que a MetSul alertava no começo desta semana. Um vórtice ciclônico (mapa), área de menor pressão atmosférica, em médios e altos níveis da atmosfera, avança nesta quinta-feira da Patagônia para a província de Buenos Aires, o que vai perturbar ainda mais a atmosfera na parte central da América do Sul. 

Por isso, o território gaúcho terá nesta quinta , de novo, a ocorrência de chuva localmente forte e de temporais com granizo e/ou vento forte.

Projeção de chuva do modelo WRF até 22h de sexta

Pode chover forte em várias regiões com acumulados só nesta quinta entre 50 mm e 100 mm em algumas cidades. Porto Alegre e região metropolitana têm risco de chuva forte e alagamentos.


Lages (SC)

Tempestades localizadas devem ser esperadas em Santa Catarina, no Paraná e em São Paulo, onde o ar está muito quente. Algumas destas tormentas podem ser fortes a severas com alta probabilidade de danos.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios