Anúncios

Uma importante e radical mudança do tempo deve ser esperada no Estado a partir desta quinta-feira, alerta a MetSul Meteorologia. O bloqueio atmosférico que favoreceu dias de calor no fim de junho e no início de julho será rompido e uma frente fria avançará pelo Rio Grande do Sul. Hoje, os gaúchos de diversas regiões enfrentaram calor com marcas acima de 30ºC com registros de 31,9ºC em Santa Cruz do Sul e 30,6ºC em Porto Alegre, porém na fronteira com o Uruguai havia localidades com apenas 12ºC devido à frente fria.



Porto Alegre teve uma quarta-feira quente com 30,6ºC (Mauro Schaefer / Correio do Povo)

Massa de ar polar que trouxe grandes nevadas hoje na área da Cordilheira do Andes da Argentina, como em Bariloche (foto), impulsiona a frente fria parada há dias no Uruguai e Sul gaúcho, rompendo-se em definitivo o bloqueio atmosférico. O ar quente dará lugar ao ar polar de forte intensidade com um acentuado resfriamento, especialmente sexta-feira e sábado que serão dias gelados com marcas abaixo dos 10ºC à tarde em várias cidades.


Forte precipitação de neve atingiu Bariloche nesta quarta-feira

Rápidas trocas de massas de ar, de quente para frio, em regra, são acompanhadas de tempo severo nesta época do ano. Neste tipo de situação, além de chuva forte, o maior risco é o de vendavais, especialmente em sistemas frontais de rápido deslocamento, o que não vem a ser o caso deste. Mesmo assim, há preocupação da MetSul Meteorologia com a possibilidade de chuva forte e temporais isolados de vento e granizo no Sul do Brasil nesta quinta-feira e ainda na sexta, sobretudo na Metade Norte gaúcha, Santa Catarina e o Paraná.  

Temporal alagou Porto Alegre em 2 de julho de 2000 em dia que teve manhã de forte calor e tarde de frio após avanço rápido de frente fria. Neste dia, houve registro de trovoadas com apenas 12ºC na Capital. (Arquivo Correio do Povo)

A MetSul adverte que os volumes de chuva no Estado poderão ser significativos entre esta quinta e a sexta-feira, até com risco de transtornos por alagamentos, especialmente do Centro para o Norte gaúcho. Porto Alegre está na área de risco de precipitação em altos volumes e já pode registrar pancadas fortes durante esta quinta-feira, entretanto os acumulados mais altos são esperados durante a sexta na Capital e na Metade Norte. 


Projeção de modelo indica os maiores volumes de chuva nas próximas 96 horas na Metade Norte do Rio Grande do Sul.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A MetSul adverte ainda para a possibilidade de temporais isolados até sexta no Sul do Brasil, não se afastando a possibilidade de rajadas de vento forte e queda de granizo em pontos isolados com queda de árvores e danos à rede elétrica. Nas cidades com chuva de forte intensidade o solo deve se tornar mais instável e, com o vento forte, cresce o risco de queda de árvores. A temperatura despenca e o frio que vinha se limitando à fronteira com o Uruguai deve avançar mais para Norte nesta quinta-feira e tomar conta do território gaúcho na sexta. A parte mais intensa da massa de ar polar chega no fim de semana e o sábado será gelado o dia todo, com chuva e vento ainda em parte do Rio Grande do Sul. No domingo, a temperatura pode ser negativa ao amanhecer em pontos do Sul, Oeste e da Serra com formação de geada na maioria das regiões.

Anúncios