Anúncios

Depois de uma longa sequência de dias com tempo bom ou instabilidade muito fraca, o deslocamento de uma frente fria numa massa de ar quente provocou chuva localmente forte e temporais isolados ontem no Rio Grande do Sul. Caiu granizo em várias cidades do interior como Encruzilhada do Sul, Gramado, Arroio do Meio e Encantado. Em Rio Pardo, a chuva foi torrencial com 25 mm em só uma hora e veio com vento de 97 km/h. Bento Gonçalves teve queda abundante de granizo e rajadas de 100,4 km/h e estragos. O Centro de Bento ficou alagado. Segundo os Bombeiros, ao menos 60 chamados foram registrados por conta de danos em ruas e residências. Algumas árvores na cidade caíram e houve danos na rede elétrica, mas ninguém se feriu. Lonas foras distribuídas a mais de 20 famílias que tiveram os tetos das casas danificados no temporal.



Grande volume de chuva à tarde em curto período chegou a traze correnteza nas ruas da cidade de Jaguari – Ivan Piccoli


Chuva forte do fim da tarde provocou alagamentos no Centro de Bento Gonçalves – Luiz Alberto Marcon/Leouve/CP

A forte instabilidade alcançou a região metropolitana no fim da tarde. Houve registro de granizo em Canoas, Sapucaia do Sul e Cachoeirinha. Em Cachoeirinha, segundo a Defesa Civil, centenas de casas foram destelhadas pelo granizo. Os bairros Bethânia, Canarinho e União foram os mais atingidos pelo temporal, que durou menos de meia hora. Os moradores prejudicados receberam lonas para cobrir os estragos em telhados. Canoas também teve registro de granizo (fotos abaixo de heyy_feeh no Instagram e @b4gual no Twitter). Moradores tiveram moradias alagadas nos bairros Harmonia e Mathias Velho.


O radar meteorológico indicava às 18h uma forte célula de instabilidade, condizente com granizo, exatamente em Canoas. Porto Alegre teve menos de 10 mm na maioria dos bairros, mas a chuva contribuiu para deixar o trânsito ainda mais complicado e houve falta de luz em alguns bairros. Na Free-way, o condutor de uma moto de 36 anos de idade foi atingido por descarga elétrica e morreu. O incidente ocorreu no quilômetro 87, sentido Porto Alegre-Litoral, em meio ao temporal. Identificada como Jauri Avelhanada do Nascimento, a vítima retornava do trabalho e chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital. Com o raio, ele tombou na rodovia. A Polícia Rodoviária Federal divulgou imagens do capacete da vítima.



O tempo seco deve predominar no Rio Grande do Sul nos próximos dias, mas este mês de maio ainda reserva temporais para o Estado. Modelos indicam a possibilidade de mais um episódio de tempo severo na segunda metade da próxima semana, particularmente entre os dias 21 e 22. Neste fim de semana, contudo, o sol aparece e as madrugadas vão ficar mais frias. O domingo e, principalmente, a segunda-feira devem ter começos de dia frios. O resfriamento noturno favorecerá nevoeiro.

Anúncios