Anúncios

Vários municípios de Santa Catarina enfrentam enchentes depois de vários dias seguidos com intensas precipitações que estão entre 300 mm e 400 mm em algumas cidades | DIVULGAÇÃO/CORPO DE BOMBEIROS DE MARACAJÁ

Porto Alegre, várias cidades gaúchas e a maioria dos municípios de Santa Catarina tiveram nesta quarta-feira o quinto dia seguido de chuva. A sequência de dias chuvosos e com acumulados extremamente altos em algumas áreas provoca cheias de rios, enchentes, inundações, quedas de postes e árvores, deslizamentos de terra, quedas de barreiras, desmoronamentos e outros transtornos. A situação é especialmente grave em Santa Catarina.


Os acumulados de chuva em 96 horas até o fim da tarde de hoje em Santa Catarina, de acordo com dados de estações do Cemaden, atingiam 346 mm em Orleans, 341 mm em Rio Fortuna, e 322 mm Santa Rosa de Lima e Grão-Pará. Já estações do Ciram acusavam 294 mm em Urussanga, 290 mm em Mirim Doce e 267 mm em Siderópolis. Muitas dezenas de cidades estavam com acumulados acima de 200 mm no período, como Florianópolis que somava 255 mm no Sul da ilha, em Campeche.

A previsão é de melhora do tempo no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, mas as próximas horas ainda exigem atenção. A noite desta quarta e as primeiras horas da quinta-feira ainda são de atenção no Sul e no Leste de Santa Catarina ante o risco de chuva forte a torrencial em diferentes pontos pelo vento que sopra do quadrante Leste com forte intensidade e que, carregado de umidade que vem do mar, ao encontrar o relevo da Serra do Mar gera chuva orográfica que pode localmente trazer volumes de chuva muito altos em curto período.


No decorrer desta quinta-feira, à medida que o ciclone extratropical se afasta, o tempo firma na maior parte de Santa Catarina com chance de instabilidade isolada e passageira apenas mais a Leste. Na sexta-feira e nos dias seguintes, o tempo aberto com sol será a condição dominante, o que vai permitir o retorno para casa de muitos desalojados, uma vez que as águas dos rios vão começar gradualmente a baixar.

No Rio Grande do Sul, a nebulosidade também diminui com o distanciamento do ciclone da costa do Sul do Brasil. O sol aparece com nuvens na maioria das regiões gaúchas. Mesmo assim, são previstos ainda períodos de maior nebulosidade com céu nublado a encoberto em parte do dia em vários pontos do Estado, principalmente na madrugada e de manhã.

Chance de precipitação isolada e breve, sobretudo na Metade Leste gaúcha. O dia é ameno no Rio Grande do Sul e começa frio na Campanha e em pontos do Nordeste e do Norte do Estado com marcas abaixo de 10ºC. Já a tarde, por sua vez, deve ser de temperatura agradável. Porto Alegre deve ter entre 15ºC e 21ºC. A maioria das cidades gaúchas registrará máximas entre 20ºC e 23ºC.

Anúncios