Anúncios

Chuva deixa em emergência um grande número de municípios de Minas Gerais e inunda cidades inteiras com milhares de desalojados | DOUGLAS MAGNO/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Subiu para 145 o número de municípios de Minas Geris em situação de emergência devido às intensas chuvas das últimas semanas. Desde o início do período chuvoso, em outubro de 2020, nove pessoas morreram, 13.734 ficaram desalojadas e 3.409 desabrigadas. As informações foram divulgadas pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec).

Os números devem aumentar ainda mais à medida que a chuva prossegue, rios sobem e mais cidades devem ser afetadas. Equipes de resgate encontraram vítimas desaparecidas durante um deslizamento em Brumadinho, o que elevará o saldo de mortes pela chuva.  O saldo oficial não considera as mortes na tragédia de Capitólio. Várias cidades seguem alagadas e novas podem enfrentar enchentes pelo aumento dos níveis dos rios, caso de Valadares.


A previsão do tempo reserva boas e más notícias para o estado de Minas Gerais. As más dizem respeito ao curto prazo. A chuva prossegue hoje, terça, e amanhã, quarta, em diversas regiões mineiras, devendo ser localmente intensa e com altos volumes em algumas cidades. As boas se referem à diminuição das precipitações e a melhora do tempo, o que vai ocorrer na segunda metade da semana.


Os mapas acima mostram as projeções dos acumulados diários de chuva para hoje, amanhã, quinta e sexta no Sudeste do Brasil a partir das projeções de chuva do modelo meteorológico alemão Icon, disponível ao assinante na seção de mapas. Observa-se a tendência de chuva ainda volumosa hoje e amanhã, precipitações menos intensas na quinta com melhora do tempo já em muitas áreas e tempo firme na maior parte de Minas na sexta.

O que vai garantir a melhora do tempo é a mudança na orientação do canal de umidade sobre o Brasil. Em dezembro, esteve sobre o Norte de Minas e a Bahia com muita chuva. No fim do ano e nesta primeira quinzena de janeiro, atuou mais sobre a região do MATOPIBA e Minas Gerais. Na segunda metade do mês, o canal de umidade se deslocará mais para o Sul do país e as precipitações vão diminuir bastante em Minas. Não vai deixar de chover, mas serão pancadas após horas de sol associadas ao calor e à umidade e que em alguns casos podem ter muito intensas com transtornos e riscos.

Em Belo Horizonte e região, o tempo segue instável hoje e amanhã, com pancadas fortes ou até torrenciais em alguns momentos. Na quinta, o tempo começa a melhorar e entre os dias 14 e 20 deste mês a tendência é de predomínio de dias de sol e nuvens com calor, o que pode trazer em um dia ou outro pancadas localizadas e passageiras de chuva, o que é o comum para esta época do ano.

Somente nos últimos dez dias, a chuva na região de Belo Horizonte varia de 300 mm a 500 mm em diversas estações de monitoramento de precipitação com registros, por exemplo, de 536 mm em Ibireté, 468 mm em Cercadinho (BH) e 452 mm em Betim. Em Inhotim, Brumadinho, a precipitação no período somou 523 mm.

Anúncios