Anúncios

Esta reta final do mês de outubro terá a ocorrência de chuva nas principais áreas produtoras de grãos do país e do Cone Sul da América. A região mais beneficiada deve ser o Centro-Oeste, em especial o estado do Mato Grosso.

Conforme as projeções dos modelos analisados pela MetSul, a tendência é que nestes últimos dez dias do mês os maiores acumulados de precipitação se concentrem no Mato Grosso, no Norte do Mato Grosso do Sul, no Centro e no Sul do estado de Goiás e em Minas Gerais.

A chuva prevista para o Centro-Oeste é uma excelente notícia diante do quadro grave de queimadas que se observou nas últimas semanas. Espera-se chuva e que pode ser mesmo volumosa na região do Pantanal, sufocando qualquer eventual foco de fogo que remanesça. O bioma teve mais de 4,1 milhões de hectares queimados neste ano.

No Sudeste do Brasil, a chuva tende a ser mais volumosa no Norte de São Paulo e em Minas Gerais, inclusive com acumulados muito altos em alguns pontos com temporais. A precipitação deve ficar entre 50 mm e 100 mm em diversos pontos de Minas, mas não deve ser tão volumosa na maior parte de São Paulo.

O grande foco de atenção é o Sul do Brasil que antes mesmo de o começo do verão já tem um quadro configurado de estiagem com elevado déficit hídrico em algumas áreas, o que está dificultando o plantio da safra. A boa notícia é que vem chuva, mas a má é que deve ser irregular e com baixos volumes em muitas áreas.

No Paraná e em Santa Catarina, o Oeste dos dois estados deve ser a região com os mais altos acumulados de chuva até a metade da semana que vem, enquanto a parte mais Leste terá menor precipitação pela influência do ar mais frio no oceano que reduz as taxas de instabilidade atmosférica.

No Rio Grande do Sul, igualmente, a chuva tende a ser irregular nos próximos sete dias com os modelos projetando os maiores volumes para pontos do Oeste e mais ao Sul.

Na grande maioria dos municípios não são esperados volumes de chuva suficientemente altos para atenuar o quadro de déficit hídrico, mas diante da necessidade urgente de água e aumento da umidade do solo para o plantio da safra qualquer precipitação acaba sendo bem-vinda.

O mapa acima do Centro-Sul do Brasil mostra a tendência de chuva para sete dias do modelo meteorológico Icon do serviço de Meteorologia da Alemanha (DWD) e que está disponível ao assinante da MetSul na seção de mapas do site com quatro atualizações diárias.

Anúncios