Anúncios

Chuva no Brasil observará nos próximos sete dias uma distribuição típica do verão com os mais altos volumes concentrados na região central do país. Os acumulados devem ser maiores em especial em pontos do Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais. Diversos pontos destes estados vão ter marcas de 50 mm a 100 mm no período. Isoladamente, a chuva em alguns locais poderá somar até 150 mm a 200 mm.


O mapa acima mostra a projeção de chuva para os próximos sete dias no Centro-Sul do Brasil a partir do modelo meteorológico alemão Icon que, assim como outras várias simulações de chuva para dias, semana e meses, está disponível para o assinante da MetSul em nossa seção de mapas com uma plataforma de modelos numéricos.

Os volumes muito altos localizados, da ordem de 150 mm a 200 mm, que podem ficar até acima do que o modelo indica em diversos municípios, devem ocorrer com o registro de alguns temporais com chuva muito intensa, como o que atingiu a região Sul do Rio de Janeiro durante a quarta-feira, trazendo o maior volume de chuva em outubro em 80 anos.

A MetSul adverte que a combinação de ar quente e úmido traz alto risco de temporais ao longo dos próximos dias no Sudeste no Centro-Oeste. Em Minas Gerais, em particular, o risco é maior com possibilidade de alagamentos, inundações e deslizamentos de terra em tempestades localizadas. Belo Horizonte, Betim, Contagem e outras cidades estão na zona de risco. Vendavais isolados e granizo não são descartados.

A instabilidade entre o Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais deve ser maior entre o domingo e a metade da próxima semana. O risco de temporais e chuva forte cresce na região da cidade de Belo Horizonte e área metropolitana no domingo e na segunda. No estado de São Paulo, haverá menos nuvens que em Minas e no Rio, entretanto ocorrem pancadas de chuva que serão mal distribuídas e isoladamente podem ser fortes.


No Sul do país, a chuva deve ser muitíssimo irregular no período. Diversas localidades devem ter muito pouca chuva enquanto pontos isolados dos três estados do Sul tendem a registrar acumulados de precipitação muito altos, em alguns locais até de 100 mm a 150 mm, por conta de tempestades localizadas que trarão volumes excessivos de chuva em curto período.

O risco de temporais com chuva intensa localizada será maior entre a Metade Norte gaúcha e o Paraná, o que inclui Santa Catarina, durante este feriadão. Podem nestes pontos de chuva mais intensa ainda ocorrem tempestades localizadas de vento forte e granizo.

Anúncios