Anúncios

Previsão de chuva indica pancadas por vezes fortes em Brasília durante os próximos dias | Marcello Casal Jr./Agência Brasil/EBC

A chegada de uma frente fria trouxe altos volumes de chuva nas últimas horas para pontos do Sudeste do Brasil. De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia, a chuva nas últimas 24 horas até o final da manhã desta sexta-feira atingiu 91 mm em Itatiaia (RJ), 72 mm na cidade de São Paulo (SESC-Interlagos), 69 mm em São Carlos (SP), 66 mm em Passa Quatro (MG), 58 mm em Monte Verde (MG), 56 mm em Tupã (SP), 52 mm em Campos do Jordão (SP), 52 mm na estação do Mirante de Santana da capital paulista, e 50 mm em Marília (SP).

A previsão do tempo para os próximos sete dias no Centro-Sul do Brasil indica que os mais altos volumes de chuva devem ocorrer entre o Centro-Oeste. Isso porque se organiza um episódio da Zona de Convergência do Atlântico Sul que forma um canal de umidade sobre a parte central do Brasil e que traz chuva frequente nestas regiões.


Os mais altos acumulados de precipitação nos próximos sete dias devem se dar principalmente nos estados do Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais. Os acumulados de chuva em pontos do Mato Grosso e do estado mineiro devem ficar entre 100 mm e 150 mm, o que pode trazer no caso de Minas alagamentos e risco de deslizamentos de terra em algumas áreas, sobretudo do Centro do Estado.

O mapa acima mostra a projeção de chuva para sete dias do modelo meteorológico alemão Icon, disponível ao assinante na seção de mapas do site, em que se constata a configuração da faixa de chuva mais volumosa entre o Centro-Oeste e o Sudeste.

Em São Paulo, a instabilidade atua mais no dia de hoje. Neste sábado, ainda chove em parte do estado paulista, mas em algumas áreas o tempo já começa a firmar. E no começo da semana que vem o tempo firme e seco deve predominar no estado de São Paulo.


A região que menos chuva deve ter no período é o Sul do Brasil. Os volumes, em geral, serão baixos e as precipitações muito irregulares. É muito possível que em vários pontos do Sul do país sequer chova ou caiam volumes inferiores a 2 mm nos próximos sete dias, especialmente mais ao Sul do Rio Grande do Sul.

Anúncios