Anúncios

Roberto Parizotti/Agência Brasil

A cidade de São Paulo vai registrar nos próximos dias o maior episódio de chuva em meses com vários dias seguidos de precipitação e volumes potencialmente elevados pela soma de diversos dias consecutivos com instabilidade atmosférica, antecipa a MetSul.

Uma frente fria, impulsionada por uma massa de ar frio e seco no Sul do Brasil, alcança o estado de São Paulo no fim de semana com chuva e risco de temporais isolados ou de vento ou granizo. Começará, então, uma sequência de dias de instabilidade na cidade de São Paulo à medida que a frente vai se tornar semi-estacionária no Sudeste do Brasil, trazendo chuva e em alguns pontos com altos volumes também em outros pontos da região.

Na capital paulista, o período mais instável deve se dar entre domingo e a quarta-feira da próxima semana. A chuva no período será fraca na maior parte do tempo, entretanto em alguns momentos pode se tornar moderada a forte com ocasionais raios e trovoadas.

Projeção de chuva para sete dias do modelo alemão Icon para a Região Sudeste

A última projeção do modelo meteorológico europeu indica um acumulado pra cidade de São Paulo perto de 100 mm no período, mas como chuva varia muito de um ponto para outro é provável que alguns locais tenham menos e outros mais que o projetado pelo modelo.


A mudança do tempo não será substancial apenas quanto à chuva. Depois do calor da sexta e do sábado com marcas perto ou ao redor dos 30ºC na cidade de São Paulo, vem uma queda acentuada da temperatura no domingo. Não vai chegar a fazer frio, porém as marcas estarão amenas e sem o calorão que tem feito neste mês.

Anúncios