Anúncios

Xinhua

A qualidade do ar em Pequim atingiu níveis tão péssimos que estão fora da escala nesta segunda-feira (15). A capital chinesa foi coberta por uma espessa poeira marrom e laranja em consequência de uma tempestade de areia gerada por fortes ventos originados do deserto de Gobi e partes do Noroeste da China.

A agência meteorológica chinesa classificou o evento como a maior tempestade de areia em uma década. A Administração Meteorológica da China anunciou ainda um alerta amarelo na manhã desta segunda-feira, dizendo que as tempestades de areia se espalharam da Mongólia Interior para as províncias de Gansu, Shanxi e Hebei, que circundam Pequim.

Xinhua

Xinhua

A vizinha Mongólia também foi atingida por fortes tempestades de areia, com pelo menos 341 pessoas desaparecidas, segundo a agência de notícias estatal chinesa Xinhua. Os voos foram interrompidos em Hohhot, capital da Mongólia Interior.

A partir desta terça-feira, a tempestade de areia deve atingir  partes de Xinjiang, Heilongjiang, Jilin, Liaoning, Gansu, Ningxia, Shaanxi, Shanxi, Hebei e Tianjin. 

Imagem do satélite Sentinel 5-P mostra a nuvem de poeira na China | Adam Plataform

O centro meteorológico aconselhou o público a tomar precauções contra ventos fortes e tempestades de areia e sugeriu que os motoristas se preparem para a visibilidade ruim.

A China tem um sistema de alerta climático com código de cores de quatro camadas para tempestades de areia, com o vermelho representando a mais severa, seguido por laranja, amarelo e azul.

O índice oficial de qualidade do ar de Pequim atingiu um nível máximo de 500 na manhã desta segunda-feira, com partículas flutuantes conhecidas como PM10 subindo além de 8.000 microgramas por metro cúbico em alguns distritos, de acordo com o centro de monitoramento ambiental da cidade. A Organização Mundial da Saúde recomenda concentrações médias diárias de PM 10 não superiores a 50 microgramas.

As leituras de PM2.5, partículas menores que se infiltram nos pulmões, também ficaram acima de 300 microgramas por metro cúbico, muito acima do padrão da China de 35 microgramas.

Xinhua

Xinhua

Pequim enfrenta tempestades de areia regulares em março e abril devido à sua proximidade com o enorme deserto de Gobi, bem como ao desmatamento e à erosão do solo em todo o norte da China.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Tangshan, a principal cidade siderúrgica da China e uma importante fonte de poluição em Pequim e Hebei, disse no sábado que puniria as empresas locais por não adotar medidas emergenciais anti-poluição.

Anúncios