Sandro Müller

Muitas empresas entraram em férias coletivas após o dia 20 e este período entre o Natal e o Ano Novo é marcado por um grande aumento do número de veranistas nas praias do Rio Grande do Sul. Muita gente tira férias justamente agora no final do ano e no início de janeiro.

As condições não poderiam ser melhores neste ano. O que é uma má notícia para o campo, chuva abaixo da média em muitas localidades do interior, é excelente pro setor turístico da costa. Os dias de sol predominam neste final de dezembro e o quadro deve seguir assim no começo de 2020.

Até ocorrem pancadas ou temporais passageiros de verão localizados da tarde para a noite que se deslocam da Serra e da Grande Porto Alegre para o Litoral Norte, mas, no geral, a condição predominante deste fim de 2019 e o começo de janeiro é o sol. E ainda com dias de muito calor para desfrutar ou o mar ou as piscinas.


Para os chamados “janeiristas”, aqueles que optam por veranear no mês de janeiro, as notícias igualmente são boas. Grande parte do mês deve ter o predomínio do sol e com calor. Na segunda quinzena de janeiro, como é comum, espera-se aumento da ocorrência de chuva no território gaúcho e também na faixa costeira, mas ainda assim haverá muitos dias aproveitáveis nas praias tanto do Litoral Sul como do Litoral Norte, da Barra do Chuí a Torres.  Agora no começo do mês pode haver um incremento temporário da instabilidade.