Onda de tempestades sob atmosfera quente, úmida e muito instável no Sul do Brasil trará chuva localmente forte e temporais isolados, alguns fortes a severos, durante a sexta-feira e o sábado | GABRIEL ZAPAROLLI/ARQUIVO

A MetSul Meteorologia alerta que uma onda de tempestades deve atingir no final desta semana a Argentina, o Uruguai e o Sul do Brasil com risco elevado de chuva localmente forte a intensa e de tempestades com rajadas de vento muito fortes em alguns pontos. No Sul do Brasil, os três estados da região estão compreendidos na área de risco.

Serão dois dias com alta probabilidade de tempo severo na região. A sexta-feira e o sábado terão elevado risco de formação de tempestades que, isoladamente, podem ser fortes a severas, com possibilidade de transtornos e danos em diferentes localidades, seja por chuva volumosa em curto período ou vendavais.

Serviços meteorológicos dos governos da região já começaram a emitir advertências sobre este provável episódio de tempo severo. O Instituto Uruguaio de Meteorologia (Inumet), organismo oficial de previsão do tempo do governo do Uruguai, por exemplo, publicou um aviso à população sobre este episódio de tempo severo.


De acordo com o comunicado publicado pela Meteorologia do Uruguai em Montevidéu, a partir desta sexta-feira haverá “o desenvolvimento de tempestades isoladas (algumas ocasionalmente fortes) em diversas zonas do território uruguaio”.

O comunicado acrescenta que “a partir da madrugada de sábado, prevê-se a formação de temporais fortes e ocasionalmente severos, acompanhados de chuvas abundantes e copiosas, que começarão a partir do Sudoeste e avançarão gradativamente em direção ao Nordeste do país”.


O tempo já começa a se instabilizar da tarde para a noite desta quinta-feira com áreas de instabilidade intensas isoladas com tempestades em Mendoza e no Centro argentino enquanto no Rio Grande do Sul a chuva retorna para parte do estado, afetando pontos do Oeste, Noroeste e o Norte até o fim do dia, não se descartando algum temporal isolado e chuva forte localizada.

Jato de baixos níveis com ar quente fornecerá energia para tempestades | METSUL

Uma corrente de jato (corredor de vento na baixa atmosfera), embora não intensa, vai trazer ar mais quente para o Rio Grande do Sul na sexta e no sábado. Com o fluxo de ar quente, a instabilidade receberá energia para a formação de tempestades.

Embora já possam ocorrer episódios de chuva forte e temporais entre a madrugada e de manhã nos dois dias, a probabilidade maior de instabilidade forte se dará da tarde para a noite tanto na sexta quanto no sábado, quando se espera se formem nuvens muito carregadas sobre a região.

Onda de tempestades trará chuva localmente volumosa com risco de alagamentos 

Todas as regiões do Rio Grande do Sul devem ter chuva entre esta sexta e o sábado. Os volumes devem variar muito de uma localidade para outra, mas se antecipa que haverá vários pontos em que as precipitações podem ser localmente intensas com acumulados elevados em curto período.


O mapa abaixo mostra a projeção de chuva até 21h de sábado do modelo de alta resolução WRF (tenha aceso aqui) em que se observa a tendência de os maiores acumulados se darem nas Metades Oeste, no Centro e da Metade Norte do estado com volumes acima de 50 mm em muitas cidades e acumulados pontuais até de 100 mm a 150 mm.

Projeção de chuva do modelo WRF até 21h de sábado no Rio Grande do Sul | METSUL

Um cenário muito provável é de chuva localmente forte a intensa, acompanhada ou não de temporal, que poderá trazer volumes muito altos em curtos períodos, o que poderá resultar em alagamentos e inundações repentinas com possibilidade de transbordamento de arroios em áreas urbanas e rurais.

Possibilidade de tempestades com vendavais isolados 

A atmosfera vai estar muito propícia a temporais no Sul do Brasil durante a sexta-feira e o sábado. Modelos indicam altos índices de instabilidade nos três estados do Sul nos dois dias em condição bastante favorável à formação de nuvens de grande desenvolvimento vertical e sistemas convectivos (de tempestades), inclusive com perigo de estruturas supercelulares.

Projeção do índice de instabilidade CAPE para a tarde de sábado | METSUL

Os dados projetam, por exemplo, valores de índice CAPE (Convection Available Potential Energy) de 2000 J/Kg a 3000 J/Kg, especialmente na segunda metade do sábado. Valores tão altos costumam acompanhar a ocorrência de temporais isoladamente fortes a severos.

Sob este cenário desta onda de tempestades, a possibilidade de ocorrência de temporais nos estados do Sul é reputada como altíssima pela MetSul Meteorologia no final desta semana. Os temporais não vão atingir todas as cidades, mas isoladamente podem ser fortes a severos com potencial de danos.

Projeçção de vento máximo do modelo WRF | METSUL

O mapa acima mostra a projeção de vento máximo, conforme a saída do modelo WRF da 0Z desta quinta-feira. Como se observa, o modelo projeta vento forte a intenso em diferentes locais, inclusive com risco de rajadas acima de 100 km/h.

Não se deve tomar literalmente o indicativo de locais com vento forte no mapa, uma vez que os modelos têm dificuldades em identificar onde exatamente ocorrem estes vendavais, mas o simples indicativo da simulação de rajadas muito fortes é uma sinalização da alta probabilidade de vendavais.

Assim, alguns dos temporais, além de chuva forte a intensa, podem vir acompanhados por vento muito forte com rajadas capazes de provocar danos e transtornos como queda de árvores, destelhamentos, colapso de estruturas e falta de energia elétrica.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.