Anúncios

Calor castiga os gaúchos e vai aumentar na maioria das cidades | MAURO SCHAFER/CORREIO DO POVO

Uma massa de ar por demais quente atua sobre o Rio Grande do Sul e vem trazendo calor excessivo para os gaúchos com marcas de até 40ºC. O calor se intensifica nesta segunda metade da semana na maior parte do estado e será responsável por marcas ainda mais elevadas tanto na Grande Porto Alegre quanto no interior que vão ficar ao redor ou acima dos 40ºC.

Quais cidades devem ter o calor mais intenso nesta onda potente de calor? Todas as regiões do Rio Grande do Sul vão ter temperatura alta, mas, dependendo do dia, o calor será mais ou menos intenso conforme a região geográfica do estado.


No momento inicial, o calor mais extremo se concentra no Oeste e no Noroeste com máximas perto ou acima de 40ºC em cidades como Uruguaiana, Quaraí, Barra do Quaraí, Itaqui, Alegrete, Maçambará, São Borja, Santa Rosa, São Luiz Gonzaga e Porto Xavier. Pontos mais a Oeste do Centro do estado são afetados como as áreas de Rosário do Sul, São Gabriel e Santiago.

Ontem, as máximas no Oeste gaúcho atingiram 40,7ºC em Uruguaiana, 40,3ºC em Quaraí, 39,7ºC em São Borja, 39,3ºC em Alegrete e 38,5ºC em São Luiz Gonzaga. As máximas de São Borja e de Uruguaiana foram as mais altas até agora deste verão. Na Grande Porto Alegre, os termômetros indicaram 36,5ºC.


A partir da tarde de hoje, o calor mais intenso começa a se espalhar pelo Rio Grande do Sul para as demais regiões enquanto aumento de nebulosidade se registra no Oeste e frustra máximas tão altas quanto na véspera.

Por isso, as máximas da tarde desta quarta serão muito mais altas em regiões como de Santa Maria, Santa Cruz do Sul, Passo Fundo, Cruz Alta, Santa Rosa, Lajeado, Porto Alegre e Caxias do Sul. As máximas na Grande Porto Alegre ficam entre 36ºC e 38ºC enquanto nos vales batem marcas de 37ºC a 39ºC em Santa Cruz, Venâncio Aires, Rio Pardo, Lajeado, Estrela, Feliz, Campo Bom, Parobé e Taquara.

Amanhã, outro dia tórrido no Rio Grande do Sul. O calor volta a aumentar no Oeste com marcas perto ou acima de 40ºC em municípios como Uruguaiana, Quaraí, Barra do Quaraí, Itaqui, Alegrete, Maçambará, São Borja, Santa Rosa, São Luiz Gonzaga, Porto Xavier, Rosário do Sul, São Gabriel, Santiago, Cerro Largo, Horizontina e Santo Ângelo.

O calor será muito intenso na Grande Porto Alegre com máximas de 36ºC a 38ºC, mas nos vales mais a Oeste as marcas se elevam muito, o que deve levar a cidades como Santa Cruz do Sul, Rio Pardo, Vera Cruz, Venâncio Aires, Taquari, Lajeado, Estrela, Arroio do Meio, Encantado, Feliz, Tabaí e Montenegro a enfrentar uma tarde escaldante com máximas perto ou em tornos de 40ºC.

Na sexta, o pico de intensidade do calor no Rio Grande do Sul com uma tarde extremamente quente no estado. Máximas perto ou de até 40ºC ocorrerão em grande número de municípios. Há previsão de possíveis marcas de até 40ºC na Fronteira Oeste (Uruguaiana a Porto Xavier), no Noroeste (Santa Rosa), no Centro gaúcho (Santa Maria), nos vales (Santa Cruz do Sul, Lajeado, Montenegro, Campo Bom e Taquara), além da Grande Porto Alegre.

Porto Alegre também deve ter o seu pico de calor na sexta. A capital que ontem bateu em 35ºC deve ir a 36ºC a 37ºC nesta quarta, manter-se no mesmo patamar na quinta e pode ficar ao redor dos 39ºC a 40ºC na tarde da sexta-feira. O modelo europeu projeta máxima de 39ºC para sexta, o que sugere que alguns bairros podem atingir 40ºC.

Na sexta-feira, o núcleo do ar mais quente vai atuar entre a Grande Porto Alegre, os vales, a Serra e o Litoral Norte com significativos desvios da temperatura máxima em relação às médias históricas de janeiro. As máximas à tarde devem ficar até 10ºC acima da climatologia normal desta época do ano.

No final desta semana e no próximo fim de semana, pancadas de chuva e temporais isolados devem atingir o Rio Grande do Sul, o que frustrará máximas extremas em algumas cidades porque a nebulosidade aumenta durante a tarde e o tempo se instabiliza.

Os mais recentes dados dos modelos numéricos analisados pela MetSul, e disponibilizados ao nosso assinante, reduziram os volumes e a abrangência da chuva no fim de semana. Isso não significa que não vai chover no estado, mas sim que será muito mal distribuía e em menos lugares.

Por outro lado, os mesmos dados prolongaram o calor mais intenso. Mesmo que na maior parte das cidades não faça tanto calor no sábado e no domingo como fez nos dias anteriores, as tardes vão seguir muito quentes e com o agravante de serem mais abafadas pelo aumento dos índices de umidade previstos.

Como consultar os mapas

Todos os mapas neste boletim podem ser consultados pelo nosso assinante (assine aqui) na nossa seção de mapas. A plataforma oferece ainda mapas de chuva, geada, temperatura, risco de granizo, vento, umidade, pressão atmosférica, neve, umidade no solo e risco de incêndio e raios, dentre outras variáveis, com atualizações duas a quatro vezes ao dia, de acordo com cada simulação. Na seção de mapas, é possível consultar ainda o nosso modelo WRF de altíssima resolução da MetSul.

Anúncios