Onda de calor produz marcas histórica de temperatura para o mês de março no Sudeste do Brasil com tendência de aquecimento ainda maior | FÁBIO TEIXEIRA/ANADOLU/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Onde a onda de calor ganha força, onde enfraquece e onde acaba? A semana marcada por temperaturas muito acima da média em março vai terminar com calor ainda intenso em muitos estados enquanto o alívio chega apenas para parte do Sul do Brasil com áreas de instabilidade e chuva.

A quinta-feira foi de calor excessivo em vários estados. No Rio Grande do Sul, estações particulares chegaram a indicar 38ºC a 39ºC nos vales, no Oeste e no Noroeste. A maior máxima oficial foi de 37,9ºC em Bagé. Porto Alegre foi a 37,1ºC, a maior temperatura do verão na estação convencional da capital gaúcha, embora na média das estações da cidade e da região não tenha sido o dia mais quente da estação.

Em Santa Catarina, várias cidades do Oeste, Meio-Oeste, Sul e Alto Vale do Itajaí tiveram máximas na quinta-feira entre 35ºC e 37ºC. No Paraná, o calor foi igualmente intenso com a maior máxima dentre todas as estações meteorológicas do Sul do Brasil com 40,1ºC no município de Paranapoema.

No Centro-Oeste, o estado do Mato Grosso do Sul foi outra vez o que mais enfrentou calor intenso. A temperatura chegou a 39,5ºC em Três Lagoas. No Sudeste, calor muito intenso no interior de São Paulo com marcas na tarde de quinta-feira de 38,9ºC em Valparaíso, 38,4ºC em Rancharia e 38,2ºC em Dracena. A cidade de São Paulo teve 34,3ºC no Mirante de Santana (recorde para março). Já a cidade do Rio de Janeiro anotou 36,2ºC em Irajá.

A onda de calor persiste no Centro-Oeste e no Sudeste do Brasil até o fim do verão, no dia 20, como a MetSul Meteorologia. O Mato Grosso do Sul e os estados do Sudeste são as áreas em que há potencial para o calor se intensificar ainda mais durante este fim de semana e o começo da semana.

A cidade de São Paulo, por exemplo, que igualou o seu recorde oficial de máxima para março de 34,3ºC de 2012, pode ter marcas ainda mais elevadas neste fim de semana, ou seja, estabelecendo um novo recorde, à medida que ar ainda mais quente ingressa no sábado e no domingo.

Também na cidade do Rio de Janeiro se espera a intensificação do calor nesta sexta e no fim de semana. As máximas nesta sexta podem atingir 37ºC a 38ºC em alguns bairros. No sábado, os termômetros ficam ao redor de 40ºC em parte da cidade. E, no domingo, o pior do calor com marcas tão altas quanto 41ºC a 42ºC em alguns pontos.

Projeção de anomalia de temperatura em superfície do modelo alemão Icon para a manhã do sábado | METSUL

Projeção de anomalia de temperatura em superfície do modelo alemão Icon para a manhã do domingo | METSUL

No Sul do Brasil, o calor segue intenso nesta sexta com máximas parecidas com as da quinta-feira na maioria das localidades. No fim de semana, embora siga muito quente, em especial no Noroeste e no Norte do estado, pancadas de chuva já trazem alívio em algumas localidades. Em Santa Catarina, o cenário é semelhante com muito calor ainda hoje em diversas regiões e instabilidade com abafamento no fim de semana.

Onde a onda de calor já passa a ser passado é no Rio Grande do Sul. Segue o calor em parte do estado, sobretudo mais ao Norte, mas aumento de nuvens e chuva frustram maior elevação da temperatura e máximas tão altas quanto a da quinta-feira e os dias anteriores.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.