Anúncios

Uma massa de ar frio ingressa no Rio Grande do Sul neste começo de semana. A chegada do ar mais frio já se dá a partir deste domingo pelo Oeste do território gaúcho. Esta nova massa de ar substituirá a atual quente e úmida, e vai determinar as condições do tempo ao longo da semana.


Com a chegada do outono, incursões de ar mais frio vão se tornar mais freqüentes no Sul do Brasil, mas ainda vai demorar um pouco para o frio clássico de inverno se instalar na região. Massas de ar frio de fim de março e início de abril, com efeito, não se equiparam às de inverno.

Qual a intensidade desta massa de ar frio?

Primeiramente, ar mais frio que neste domingo começa a chegar ao Oeste gaúcho e agora no começo da semana vai avançar pelo Sul do Brasil não chega a ser de forte intensidade. Pode se dizer que é uma incursão fria fraca.

A temperatura no nível de 850 hPa (nível de 1.500 metros de altitude e não superfície) estará ao redor de 8ºC a 10ºC. Para se habilitar a ser uma massa de ar frio de forte intensidade a temperatura neste nível da atmosfera deveria estar abaixo de 5ºC e perto de 0ºC.

Qual será o alcance desta massa de ar frio?

A tendência, de acordo com o prognóstico da MetSul, é que a atuação do ar frio alcance diversos estados brasileiros. A massa de ar vai trazer queda de temperatura nos três estados do Sul, no Mato Grosso do Sul e em São Paulo, além de áreas costeiras do Rio de Janeiro.

Vai esfriar muito?

Não, a resposta é um rotundo não. Com efeito, você não vai precisar ainda tirar do guarda-roupa seu vestuário de inverno sem uso desde o ano passado. A queda da temperatura, portanto, será maior nas máximas do que nas mínimas. As noites serão mais amenas, mas as tardes acabarão sendo muito mais agradáveis, encerrando a sequência de dias abafados e quentes.

A quanto vai a temperatura?

Depende da região. Como haverá um sistema de baixa pressão na costa trazendo umidade para o continente, a presença de nuvens, e em alguns momentos até com chuva no Leste gaúcho, vai impedir uma queda maior da temperatura à noite. O ar deve ficar mais seco na segunda metade desta semana, o que vai propiciar noites de tempo mais aberto e com mínimas menores.

Como é comum quando há um sistema de baixa pressão na costa, ar mais seco infiltra no Oeste, no Noroeste e no Norte do Rio Grande do Sul. Por isso, não se surpreenda se nesta semana as menores mínimas ocorrerem nas áreas de Santa Rosa ou Soledade ao contrário dos Aparados da Serra que é a área de maior altitude e mais fria do território gaúcho.

Na Grande Porto Alegre, os termômetros devem indicar 14ºC a 15ºC no final da semana. Antes, entre terça e quarta, deve chover e, com isso, inibir resfriamento noturno. Por sua vez, Caxias do Sul e região devem ter entre 13ºC a 15ºC no decorrer da semana. A área de Ausentes, nos Aparados, por exemplo, pela grande nebulosidade, pode chegar a apenas 10ºC. No Noroeste, chance de marcas de 10ºC a 12ºC no final da semana. Em Santa Maria, Centro do Estado, mínimas de 14ºC a 15ºC de quarta em diante. Na Campanha, as madrugadas de quinta a sábado serão as mais frias com marcas de 10ºC a 12ºC.

Vai gear?

Então, os produtores rurais ainda com lavouras em fase de colheita podem ficar tranquilos. A temperatura não cairá o suficiente e tampouco a atmosfera estará muito seca a permitir geada nas áreas produtoras. Se ocorrer alguma geada será muito fraca e isolada no início de abril no Planalto Sul Catarinense e mesmo assim a probabilidade não é alta.


Esfria bastante no Sudeste?

Enfim, como a região vem experimentando muito calor, o tombo da temperatura será grande. Isso, entretanto, não significa muito frio. O resfriamento será maior no Sul e no Leste de São Paulo com mínimas de 15ºC a 16ºC na capital paulista. Na cidade do Rio de Janeiro, a diferença maior será sentida nas máximas que cairão bastante com tardes bem mais agradáveis na segunda metade da semana.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios