Anúncios

Um policial do estado norte-americano do Alabama sobreviveu após ser atingido por um raio durante a onda de tornados que atingia a região Sul dos Estados Unidos.

James Piteo, do Departamento de Polícia da cidade de Florence, foi vítima da descarga enquanto colocava barreiras numa rodovia devido a uma enchente. 

Florence Police Departament/Divulgação

O policial foi então imediatamente socorrido por um colega que prestou os primeiros socorros e deu baixa em um hospital próximo, onde passa bem.

O perigo dos raios 

A potência de um raio é grande, entretanto sua pequena duração faz com que a energia seja pequena. É estimada em torno de 300 kWh, equivalente ao consumo mensal de energia de uma casa pequena.

A chance de uma pessoa ser vítima diretamente por um raio é muito baixa, sendo em média menor do que 1 para 1 milhão, de acordo com o ELAT.

Se a pessoa, entretanto, está numa área descampada e sob uma tempestade forte, a chance pode aumentar em até 1 para mil. 

Não é a incidência direta do raio a maior causadora de mortes e ferimentos. Geralmente, os efeitos indiretos de incidências próximas ou efeitos secundários dos raios são os que trazem risco. 

Se uma pessoa for atingida por um raio, o que pode acontecer?

A corrente do raio pode causar queimaduras e outros danos a diversas partes do corpo. Com efeito, a maioria das mortes de pessoas atingidas por raio é causada por parada cardíaca e respiratória. Grande parte dos sobreviventes, portanto, sofre por um longo tempo de sérias seqüelas.

Onda de tempestades e mortes 

Uma onda de tempestades severas e tornados atinge o Sul dos Estados Unidos desde quinta-feira. Há estragos e vítimas ao passo que inundações se somam neste fim de semana com mais mortes.

Um tornado EF3 com ventos de 225 km/h, por exemplo, devastou casas perto de Birmingham, no estado do Alabama. Seis pessoas morreram após 23 tornados no Sul norte-americano na onda de tempo severo dos últimos dias. Foi a segunda onda de temporais na mesma região em apenas uma semana.

National Weather Service/Divulgação

Os temporais seguiram neste fim de semana com inundações. Ao menos quatro pessoas morreram em graves inundações no lado Sul de Nashville, estado do Tennessee, na noite passada.

Por fim, Nashville teve 169,9 mm em 48h, o maior acumulado em dois dias da história da cidade norte-americana. O acumulado superou os 169,6 mm em 48h de 13 e 14 de setembro de 1979. O recorde ainda é de 344,6 mm em 48h em maio de 2010. 

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A primavera é a época do ano com maior incidências de tempo severo nos Estados Unidos. Ondas de tornados, fortes tempestades e inundações são, assim, muito comuns nesta época. 

Anúncios