Anúncios

Chuva atinge os três estados do Sul do Brasil entre esta sexta e o sábado, mas o que pode se esperar em termos de volumes diante da grande necessidade hídrica causada pela longa e forte estiagem? Uma boa chuva em algumas áreas, mas insuficiente em muitas.


O mapa acima mostra a última projeção de chuva do modelo WRF da MetSul, disponível na seção de mapas ao assinante da MetSul com duas atualizações diárias. Como se vê, os maiores volumes de precipitação devem ocorrer no Rio Grande do Sul, até com marcas de 50 mm ou mais, mas este não será o cenário em todo o Estado.

Os acumulados mais altos devem ocorrer numa faixa do Oeste ao Leste do Estado junto ao paralelo 30ºS, logo cidades como Uruguaiana, Alegrete, Santa Maria, Santa Cruz do Sul, Porto Alegre e suas respectivas localidades de entorno podem ter chuva volumosa.

Por outro lado, em Santa Catarina e no Paraná a chuva deve ser muito menos expressiva. Na maior parte dos municípios dos dois estados, que enfrentam forte estiagem e até uma crise hídrica, os acumulados de precipitação não devem ser altos. Isoladamente, a chuva vai ser forte.

Como evoluirá a chuva

A instabilidade nesta sexta, inicialmente, será maior no Oeste e no Centro gaúcho entre a madrugada e de manhã. Nas demais regiões, a chuva mais abrangente e forte ocorrerá da tarde para a noite de hoje. Há potencial para chuva de intensidade moderada a forte em diversas regiões gaúchas com acumulados perto ou acima de 50 mm em diferentes municípios. Porto Alegre e a região metropolitana estão entre as áreas com potencial de chuva por vezes moderada a forte na segunda metade da sexta-feira.

Porto Alegre pode ter chuva moderada a forte com trovoadas na segunda metade da sexta | Fernando Oliveira/Arquivo

No final da sexta-feira, uma frente fria começa a se organizar e se forma linha com chuva e potenciais temporais isolados na Metade Norte gaúcha, no Oeste de Santa Catarina e no Oeste do Paraná. Não se pode descartar granizo isolado e rajadas de vento forte, mas qualquer episódio de tempo severo terá caráter mais localizado.

No sábado, a frente avança com chuva por Santa Catarina e o Paraná na primeira metade do dia. No Rio Grande do Sul, muitas nuvens permanecem e a instabilidade começa a diminuir com aberturas de sol em meio às nuvens na maioria das regiões. Mesmo assim ainda permanece a possibilidade de chuva na maioria das regiões do Estado. Na maioria dos pontos com baixos volumes, mas forte em setores isolados. O tempo estará ventoso em diversas áreas com o ingresso de ar mais frio, mas o dia é ameno.


Já o domingo tem sol e nuvens no Rio Grande do Sul, mas a circulação de ciclone que se forma no Rio da Prata traz instabilidade no Sul gaúcho. Pode até chover forte em pontos mais ao Sul do Estado, na região de Santa Vitória do Palmar e do Chuí.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios