Anúncios

Os próximos dez dias terão padrão típico de verão com previsão de grandes acumulados de precipitação e alta freqüência de temporais no Centro e Norte do Brasil. 

Na Região Norte, chamam atenção os volumes muito altos de chuva que poderão afetar o Norte do Pará e Amapá com projeção ao redor de 300 mm. Nos demais estados, incluindo o Acre que vive uma situação de calamidade, os acumulados serão altos e poderão ultrapassar os 150 mm. 

No Nordeste, o Oeste e Norte da região irão concentrar os maiores acumulados com projeção de volumes ao redor de 200 mm em pontos do Maranhão, Piauí, Ceará e o Oeste do Rio Grande do Norte e da Paraíba. Entre Alagoas, Sergipe e Centro-Leste da Bahia, a previsão é de baixos acumulados, com possível ausência de chuva em algumas dessas áreas. 

No Centro-Oeste, a chuva será mais volumosa entre Mato Grosso e Goiás com acumulados ao redor de 150 mm em vários pontos. Em Mato Grosso do Sul, chove mais na parte Norte com previsão de 50 a 100 mm. 

No Sudeste do Brasil, alerta para o Sul de Minas Gerais, Rio de Janeiro e as partes Norte e Leste do estado de São Paulo, onde a chuva tem sido freqüente  com solo encharcado e risco de deslizamentos. Para os próximos dez dias modelos indicam acumulados que poderão chegar a 200 mm em alguns pontos. No Norte de Minas Gerais e Espírito Santo, a chuva será mais escassa. 

No Sul do país, entre amanhã e a quinta a chuva e os temporais irão ocorrer meia entre Santa Catarina e Paraná que têm previsão de maiores acumulados na parte Leste. No Rio Grande do Sul, o tempo seco vai predominar na segunda metade desta semana com o retorno das pancadas principalmente semana que vem, porém com chuva muito irregular. 

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios