Anúncios

Fortes temporais de granizo atingiram diferentes pontos do Leste do Paraná durante horas da madrugada e da manhã desta segunda-feira (16). Nuvens carregadas com chuva forte e raios atingiram a região, trazendo queda de granizo em diversos municípios. Caiu granizo, por exemplo, em diversos bairros de Curitiba, mas não há relatos de estragos na capital paranaense.

Grande quantidade de granizo acumulou na manhã de hoje em pontos da Região Metropolitana de Curitiba | Redes Sociais

O granizo atingiu também a região metropolitana de Curitiba. O fenômeno foi observado em Colombo, mas o município mais castigado foi o de Campo Largo. O temporal trouxe enorme quantidade de gelo em Campo Largo durante a manhã de hoje com as pedras de granizo se acumulando na cidade que mais parecia estar coberta de neve.


Segunda-feira começou com muito granizo em Campo Largo | Redes sociais

O forte temporal de granizo em Campo Largo desencadeou uma rápida operação tanto do Corpo de Bombeiros como da Defesa Civil para atender a população. As autoridades do município confirmaram que houve danos em consequência do temporal de granizo com o registro de casas e prédios destelhados e alagados.

Os danos se deram no centro da cidade e nos bairros. A localidade teve milhares de casas danificadas durante um forte temporal de granizo em outubro de 2014. Muitas coberturas de residência de casas e prédios foram perfurados pelas pedras de gelo no temporal desta manhã, mas os danos, apesar de graves, não se equiparam ao temporal de sete anos atrás.

O que causou o granizo no Paraná?

Agosto é, tradicionalmente, um mês com aumento de incidência de granizo na Região Sul em consequência do maior encontro de massas de ar quente e frio. Foi o que determinou a tempestade de granizo no Paraná. Imagens de radar mostravam muita instabilidade no Leste paranaense no começo desta terça-feira e havia a presença de nuvens do tipo Cb, as Cumulonimbsus, que provocam temporais.

Radar indicava forte instabilidade no Leste do Paraná hoje cedo | Simepar/Reprodução

A MetSul havia alertado para o risco de granizo no Leste de Santa Catarina e do Paraná a partir do avanço de ar mais quente que ingressa pelo Oeste dos dois estados e resultará em temperatura muito elevada entre a metade e o final desta semana com calor de verão no Sul do Brasil.


Ar mais frio atuava mais a Leste no Paraná e o ar quente vindo a partir do Oeste, ao encontrar o ar mais frio perto da costa, gerou a formação de nuvens de maior desenvolvimento vertical que provocaram o granizo.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

O risco de granizo vai chegar ao Rio Grande do Sul na quarta-feira, quando se espera que o avanço de ar muito quente de Norte e Oeste, ao encontrar uma massa de ar mais fria, gere a formação de nuvens carregadas com chuva que pode ser localmente forte, raios e provável queda de granizo, sobretudo no Sul e no Leste do estado gaúcho.

Anúncios