Anúncios

A depressão tropical Grace ameaça o Haiti com graves inundações imediatamente depois do terremoto do sábado que deixou mais de 1.300 mortos, conforme o último balanço das autoridades, e provocou a destruição de ao menos 14 mil residências no país que é o mais pobre do hemisfério e vive em permanente crise por instabilidade política e sucessivos desastres naturais.

Uma mulher haitiana chora ao passar por uma casa destruída em Les Cayes em 15 de agosto de 2021, depois que um terremoto de magnitude 7,2 atingiu o Sudoeste da península do país. | Reginald Louissaint Jr./AFP/MetSul Meteorologia

As equipes de resgate e voluntários seguem seus esforços para encontrar sobreviventes nas ruínas de milhares de casas e prédios que vieram abaixo no terremoto de magnitude 7,2 do sábado. O abalo foi mais forte que o de 2010 que deixou cerca de 250 mil mortos, mas atingiu região menos densamente povoada mais a Oeste do Haiti. No sismo de 2010, o epicentro do terremoto se deu muito perto da capital Porto Príncipe.


Os esforços das equipes de resgate agora são ameaçados por um ciclone tropical que já começa a atuar na região. A depressão tropical ingressou hoje na República Dominicana e vai avançar para o Haiti. As imagens de satélite da manhã desta segunda mostravam o centro de Grace atuando na península de Barahona, na República Dominicana com pouco vento, mas muita chuva.

Depressão tropical Grace ingressando na República Dominicana hoje de manhã | NOAA/CSU

O tempo era ainda ensolarado nas regiões mais castigadas pelo terremoto, entretanto as condições atmosféricas devem se deteriorar muito no Oeste do Haiti da tarde pra noite de hoje na região, afetando a zona mais afetada pelo sismo. São esperadas chuvas intensas e torrenciais que devem se prolongar até amanhã. O pior cenário é o sistema desorganizado ficar quase estacionário, o que poderia aumentar ainda mais os volumes de chuva que já se projeta sejam extremos em pontos da área castigada pelo terremoto.


Os ventos devem ficar acima de 50 km/h, porém a chuva será excessiva. São projetados volumes de 100 mm a 250 mm na área afetada pelo terremoto com acumulados isolados de até 350 mm a 400 mm, o que deve provocar graves inundações e deslizamentos de terra justamente na área arrasada pelo tremor.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A condição local de topografia agrava o risco de inundações e deslizamentos. Isso porque o Haiti tem altos índices de desmatamento, o que o torna muito vulnerável diante de forte chuva. Com menos vegetação, o solo se torna muito instável com intensas precipitações e os deslizamentos de terra são rotineiros quando a chuva é intensa. Este cenário poderá trazer ainda mais vítimas na área atingida pelo terremoto, exigindo um aumento da ajuda internacional para a zona de desastre.

Anúncios