Anúncios

Surigae no último fim de semana se transformou em um dos ciclones mais intensos da história com rajadas de vento de 370 km/h. 

O supertufão somente não causou uma grande catástrofe nas Filipinas porque se manteve o tempo inteiro sobre o mar, apesar de perto da costa. Mais de cem mil pessoas abandonaram áreas costeiras ante a proximidade do ciclone.


Uma incrível imagem de satélite mostra com Impressionante nitidez o olho de Surigae no momento em que estava muito perto do litoral das Filipinas.

Ciclone Surigae no Litoral das Filipinas

Olho do ciclone monstruoso Surigae

A imagem foi divulgada pelo meteorologista Robert Speta, do estado norte-americano da Flórida.

O ciclone Surigae 

Surigae se converteu no tufão mais forte do mês de abril desde o início da era dos satélites. O supertufão chegou a ter rajadas de vento de 370 km/h, mas não tocou terra nas Filipinas.

Atingiu uma pressão central mínima estimada entre 888 mb (milibares), de acordo com o Joint Typhoon Warning Center, e 895 mb, segundo a Agência Meteorológica Japonesa). 

A pressão extremamente baixa combinada com os ventos extremos do supertufão colocam a tempestade não apenas no topo dos recordes de tufões de abril, mas também perto do topo dos recordes para qualquer época do ano. 


É absolutamente raro uma tempestade tão intensa tão cedo no ano. Somente 19 ciclones tropicais na história atingiram vento sustentado de 165 nós (305 km/h): 1 em junho, 2 em agosto, 7 em setembro, 4 em outubro, 3 em novembro e 2 em dezembro. Antes de Surigae, nenhum em abril e maio.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Para se ter ideia da força, a única comparação em intensidade de Surigae no Atlântico é com o furacão Wilma da temporada de 2005, que teve pressão mínima central de 882 mb.

Anúncios