Anúncios

Qual a probabilidade estatística de nevar durante um jogo da Copa do Mundo de 2014 no Brasil ? Não é impossível, mas a probabilidade pela recorrência do fenômeno é bastante baixa. Apenas duas sedes (Porto Alegre e Curitiba) registraram neve com acumulação até hoje. No caso de Porto Alegre, foi há quase 30 anos, na tarde do dia 24 de agosto de 1984 (veja). Em Curitiba, mais tempo ainda. A capital paranaense foi pintada de branco no dia 17 de julho de 1975. Antes, nevada com intensidade igual em Curitiba apenas em 31 de julho de 1928. Tanto no evento de 1984 como no episódio de 1975 o Pacífico Central estava mais frio do que a média. Conforme dados do NOAA, o ONI (Oceanic Niño Index) era de -0,5ºC no trimestre JJA (junho, julho e agosto) de 1975 e de -0,3ºC no JJA de 1984. Formular previsão para o Pacífico para daqui a 16 meses, dizem meteorologistas da MetSul, seria o mesmo que “dar um tiro na lua” pela enorme margem de incerteza e erro associada a prognóstico desta natureza, mas destacam que existem modelos de clima com que a MetSul Meteorologia trabalha que sugerem tendências de tão longo prazo. Para o inverno de 2014, conforme um dos modelos climátiocos (reprodução abaixo), no período da Copa do Mundo, as condições no Pacífico Central (região Niño 3.4) estariam entre neutralidade e La Niña fraco.



Se nevar é difícil aqui durante a Copa do Mundo do Brasil, o mesmo não pode ser dito para o que leva as seleções nacionais até o nosso Mundial de 2014, as eliminatórias que são jogadas no mundo todo. Estados Unidos e Costa Rica se enfrentaram na noite desta sexta-feira no Estádio Dick’s Sporting Goods Park, na cidade de Commerce City, estado do Colorado, sob uma incrível nevasca em partida que entrará para a história das eliminatórias do Mundial da FIFA. A neve foi o grande destaque do jogo vencido pelos norte-americanos por 1 a 0, mas entre as quatro linhas (imperceptíveis pelo branco da neve) o destaque mesmo foi o meia-atacante Clint Dempsey dos Estados Unidos. O gol da partida foi anotado por Dempsey logo aos 16 minutos.


Imagens de reprodução de canais de televisão

Commerce City é um subúrbio logo ao Norte de Denver. No momento do jogo pelas eliminatórias, o aeroporto de Denver (KDEN) registrava em seus metares neve, nevoeiro, temperatura entre 2ºC e 3ºC abaixo de zero e  rajadas de vento de até 50 km/h. A neve não chega a ser surpresa, apesar de já ser primavera. Março é o mês com maior incidência média de neve na cidade das Montanhas Rochosas com uma média de 25 centímetros de acumulação. Ocorre que, ao contrário de janeiro e fevereiro, a neve tende a ficar menos tempo no solo pela abundante insolação e temperatura mais alta na cidade do Colorado.


Imagens de reprodução de canais de televisão

O jogo chegou a ser interrompido pela arbitragem. Era impossível definir onde estavam as linhas de jogo como as laterais e as grandes áreas, mas, numa controversa decisão da arbitragem, a partida foi retomada. “Era muito difícil porque não conseguíamos ver quase nada no campo e a acumulação de neve no gramado fazia do campo quase impossível de se jogar”, disse o jogador americano Clint Dempsey. Os jogadores (foto abaixo reproduzida do Denver Post) e o treinador da Costa Rica, então, estavam furiosos ao final da partida com a decisão do árbitro salvadorenho Joel Aguilar de prosseguir com o jogo.


Até jogadores acostumados ao frio nos seus times da Europa disseram jamais ter jogado futebol em condições semelhantes. “Tinha que ter acabado o jogo aos 15 minutos doi primeiro tempo”, disse o capitão da seleção da América Central Bryan Ruiz. O goleiro Navas contou que até atiravam bolas de neve das arquibancadas atrás da sua goleira. A federação de futebol da Costa Rica reclama que a partida entre Irlanda do Norte e Rússia, também pelas eliminatórias, foi adiada devido à neve em Belfast. A imprensa de San José se somou aos protestos de dirigentes e jogadores do seu selecionado nacional. “La nieve congeló a la Sele en un juego insólito”, ironizou em manchete o jornal La Nación. Já a editoria de esportes do jornal americano USA Today publicou incrível foto no seu Twitter descrevendo vitória crucial americana sob uma “absurda nevasca”.



Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Jornais americanos disseram ainda que o jogo entre Estados Unidos e Costa Rica mais pareceu um play-off da NFL (liga de futebol americano) do que um jogo de futebol internacional. Alguns descreveram a partida da noite desta sexta como histórica e chegaram a afirmar que é o Ice Bowl da seleção americana de futebol. O jogo que decidiu o campeonato da National Football League de 1967 entre os Green Bay Packers e os Dallas Cowboys ficou conhecido como Ice Bowl (saiba mais) e é considerado até hoje um dos maiores jogos da NFL pelas condições atmosféricas hostis durante a partida, a importância do jogo, a rivalidade entre os times e o desfecho dramático do jogo. A temperatura oficial no momento da partida era de 25ºC abaixo de zero, mas com sensação térmica de 44ºC negativos.

Anúncios