Uma das áreas do Rio Grande do Sul que têm registrado pancadas de chuva mais freqüentes é a Serra Gaúcha, o que, aliás, é comum no verão pelo maior fluxo de umidade na região, o relevo e a maior densidade de vegetação. Movimentos convectivos (gerados pelo ar quente ascendente na atmosfera) geram belas imagens de nuvens carregadas. Caso de uma nuvem Torre Cumulus (Towering Cumulus ou TCu na aviação) em Gramado, na última terça-feira. Trata-se de um tipo de nuvem de desenvolvimento vertical, com a sua estrutura muito verticalizada, mas que não chega a configurar um Cb por não ter o anvil (a parte mais achatada que se estende a partir do topo da nuvem Cumulunimbus). As nuvens torres são capazes de gerar chuva forte e mesmo temporais com vento forte e granizo em alguns casos (foto de Sandro Seewald/Jornal Novo Tempo).