Anúncios

O colaborador Luiz Filipe Varela (via fanpage no Facebook da MetSul Meteorologia) fez o sensacional registro abaixo de uma nuvem orográfica sobre o Morro Alto, no Litoral Norte do  Rio Grande do Sul, às 19h de ontem. Por que a nuvem estava exatamente sobre o cume do morro conhecido de quem vai à praia ? A explicação está no vento, umidade e na temperatura.




No momento em que a foto foi feita, o vento soprava na região de Nordeste a cerca de 30 a 40 km/h. O vento, assim, vinha do mar para o continente e era úmido. Ao encontrar a barreira do morro, o ar úmido ascendeu na atmosfera e se resfriou, atingindo o chamado nível de condensação por levantamento (LCL), ponto em que o vapor de água começa a se condensar e se torna visível como nuvens. Se no lado do Morro Alto que é voltado para a costa houve levantamento vertical e resfriamento, no outro lado, no vale que há na região junto à lagoa, operou-se o contrário com a descida do ar que aqueceu em direção ao vale (denominação técnica de aquecimento adiabático) com o retorno das gotículas ao estado de vapor d’água.

Anúncios