Neblina hoje cedo em Livramento | ANDERSON ALVES

O Rio Grande do Sul amanheceu com frio, neblina e nevoeiro em diversos pontos nesta quarta-feira. Não há massa de ar frio atuando sobre o estado, mas o tempo aberto da madrugada na maior parte do estado sob a influência de um centro de alta pressão permitiu um resfriamento noturno maior.

De acordo com dados de estações oficiais e particulares, as menores mínima hoje no Rio Grande do Sul foram de 2,5ºC em São José dos Ausentes, 3,9ºC em Vacaria, 5,2ºC em Canela, 6,3ºC em São Francisco de Paula e Soledade e 6,5ºC em Herval.

Na Grande Porto Alegre, as mínimas hoje foram de 8,2ºC em Viamão, 8,9ºC em Gravataí, 9,5ºC em Nova Santa Rita, 10,6ºC em Canaos (base aérea), 10,8ºC em Campo Bom e 12,0ºC em São Leopoldo.

Na capital, as mínimas hoje cedo desceram a 9,8ºC em Belém Novo (extremo Sul), 10,6ºC no Lami (extremo Sul), 11,7ºC no Aeroporto Salgado Filho (zona Norte) e 12,6ºC no Jardim Botânico (zona Leste).

Nevoeiro e neblina marcaram presença hoje cedo em muitas cidades do interior gaúcho e da Grande Porto Alegre com acentuada restrição de visibilidade em alguns pontos. O nevoeiro persistiu em vários locais até o meio e o final da manhã.

Em Porto Alegre, por exemplo, o Aeroporto Salgado Filho registrou neblina durante a madrugada e passou a reportar nevoeiro a partir das 7h da manhã. A menor visibilidade horizontal ocorreu entre 8h e 9h da manhã com apenas 250 metros.  Depois das 9h30, a cerração se dissipou no aeroporto e o céu passou a apresentar apenas neblina (visibilidade acima de 1000 metros).

Na região metropolitana, a base aérea de Canoas já amanheceu reportando nevoeiro em seus boletins meteorológicos. A visibilidade horizontal caiu a apenas 100 metros. O nevoeiro começou a se dissipar na base perto das 10h da manhã.

O Rio Grande do Sul estava na madrugada de hoje sob a influência de um centro de alta pressão de 1.027 hPa sobre o Oceano Atlântico, posicionado a Leste da costa gaúcha, associado à massa de ar frio que se maritimizou.

Quando as áreas de alta pressão associadas às massas de ar frio estão sobre o mar nesta época do ano, há uma maior tendência de formação de nevoeiro nos estados do Sul do país nos meses do outono e do inverno, o que explica o nevoeiro em diversas cidades hoje cedo.