Anúncios

A neve caiu pela primeira vez neste fim de semana na província argentina de Neuquén, na região da Patagônia da Argentina. 

Com efeito, a neve cobriu de branco áreas de Cerro Chapelco. O famoso local na Cordilheira dos Andes está junto à localidade de San Martín de los Andes, província de Neuquén. O Cerro Chapelco abriga uma das mais importantes estações de esqui e snowboard da América do Sul.

Neve em Cerro Chapelco, na Argentina, neste fim de semana. | Mark Pisten/Divulgação

Mas não foi só em Chapelco que nevou em Neuquén. Os flocos caíram nas últimas horas também em Caviahue que tem altitude média de 1.600 metros e está aos pés do vulcão Copahue. Os flocos fizeram a alegria dos moradores da região, onde a neve no inverno é uma grande atração e atrai milhares de turistas argentinos e de outros países em busca do frio e dos esportes de inverno como esqui e snowboarding. 

A neve em Neuquén é consequência de uma frente fria que alcança o Centro da Argentina e o Uruguai já nesta segunda-feira e vai avançar pelo Rio Grande do Sul entre quarta e quinta, trazendo apenas chuva, aliás muito bem-vinda.

Esta frente fria precede uma massa de ar polar que trará ar frio e seco na segunda metade da semana no Rio Grande do Sul, firmando o tempo com uma sequência de dias de sol e noites frias no Estado (saiba mais). 

Assim como na semana passada, haverá mínimas abaixo de zero e geada nos locais de maior altitude do Rio Grande do Sul.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Na segunda metade da semana, ar mais seco e frio de alta pressão associado a um centro de alta pressão atmosférica de 1.030 hPa sobre a a Argentina passa a ser condição sinótica dominante do tempo. Com isso, as madrugadas de quinta, sexta e sábado devem ser as mais frias da semana no Rio Grande do Sul e no Sul do Brasil.

Anúncios