Anúncios

Parede de prédio em obras caiu sobre casa em Chapecó | CBMSC

Temporais isolados causaram estragos e deixaram vítimas nesta segunda-feira no estado de Santa Catarina. O episódio mais grave se deu no município de Chapecó, onde uma mulher perdeu a vida e outra dez pessoas ficaram feridas no desabamento da parede de um edifício durante um temporal que atingiu a cidade.

A queda da estrutura se deu sobre uma casa onde funcionava um espaço religioso. O desabamento ocorreu no momento em que forte chuva atingia com vento a cidade do Oeste de Santa Catarina, destruindo o local.


De acordo com o Corpo de Bombeiros, a estrutura de um prédio em construção caiu sobre a casa vizinha na esquina das ruas Porto Alegre e Aquiles Tomazeli, no Centro de Chapecó. Os bombeiros destacaram ainda parte da parede do prédio em obras teria caído do 20° andar devido ao forte total que atingiu Chapecó por volta das 18h.

A estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia em Chapecó registrou rajada de vento de 71 km/h, mas na altura do 20º andar de um prédio o vento é mais forte que medido em estações instaladas na superfície.


O temporal que atingiu Chapecó foi típico de verão com nuvens carregadas isoladas que são geradas pela combinação do calor e da umidade. A temperatura máxima na tarde desta segunda em Chapecó atingiu 30,3ºC.

Na semana passada, Santa Catarina também teve vítimas por um temporal. Os bombeiros ainda buscam pelo corpo de uma criança que desapareceu na noite da última terça no município de Rodeio durante uma forte chuva. No temporal, outras quatro pessoas morreram.

Microexplosão em Gaspar

Um violento temporal com chuva forte e rajadas de vento destrutivas atingiu na tarde desta segunda-feira o município catarinense de Gaspar. O vento destelhou casas e prédios. Com a força da ventania, acima de 100 km/h, vidros de prédios e lojas acabaram estilhaçados.

Os vários vídeos analisados pela MetSul da tempestade sugerem que Gaspar foi atingida por um downburst ou microexplosão. Um downburst é uma forte e relativamente pequena área de ar rapidamente descendente debaixo de uma tempestade que pode resultar de vento muito forte em altitude sendo transportado para a superfície.

O ar mais frio e denso desce rapidamente para a superfície acompanhando na maioria dos casos chuva intensa. Um downburst se diferencia do vento uma tempestade comum pelo seu potencial de causar danos próximos à superfície, onde se espalham ou divergem consideravelmente.

Ao contrário, em tornados convergem para uma faixa estreita do terreno. Downbursts intensos podem ser fenomenais. Os ventos causados por uma microexplosão, contudo, podem ser equivalentes a de um tornado.

Downbursts são classificados como macrobursts ou microbursts, dependendo da extensão da área afetada pelo vento. Os danos de macrobursts se estendem horizontalmente por mais de quatro quilômetros enquanto nos microbusts os ventos destrutivos ocorrem em área inferior a quatro quilômetros.

Anúncios