Anúncios

Corrente violenta descendente de vento causou danos no final da tarde de ontem em ponto muito localizado do interior de Quaraí | Web Quaraí/Reprodução

O calor traz pancadas de chuva e temporais isolados no Sul do Brasil em diversos pontos do Sul do Brasil da tarde para a noite de hoje. A chuva é irregular, não atinge todos os municípios, mas em alguns pontos pode ser torrencial com altos acumulados em curto período. A MetSul Meteorologia reforça o alerta que, com a alta temperatura, alguns temporais podem ser fortes a severos, produzindo danos de forma isolada.

Ontem à tarde, temporal muito isolado causou estragos por vento no interior do município de Quaraí após a temperatura ter atingido 40ºC. O episódio isolado de vento causou destruição na zona do Passo da Guarda, afetando a Estância Santa Maria Angélica. A localidade registrou queda de eucaliptos e o teto do estabelecimento foi arremessado a distância pelo forte vento. Galpões tiveram danos estruturais.


O fenômeno que atingiu de forma muito isolada a localidade de Passo da Guarda, no interior de Quaraí, apesar de estar sendo descrito como um tornado, tratou-se de uma microexplosão. A nuvem alcançando o solo confere a aparência de um tornado, mas não há rotação e tampouco movimento nos vídeos da coluna. Tratou-se de um microburst, uma corrente de vento muito localizada e descendente de vento violento que é capaz de provocar danos estruturais graves como o de um tornado.


Ar quente e umidade são combustíveis para temporais. Quando o primeiro dos ingredientes, no caso o calor, ocorre em excesso, o risco de tempo severo aumenta muito. E não apenas isso. Não apenas cresce a possibilidade de temporais como de tempestades muito forte e até em alguns casos destrutivas, especialmente em dias de calor extremo.

Um exemplo clássico da história recente de temporal sob calor muito intenso e que foi de grande impacto foi a tempestade severa com downbursts que atingiu parte da cidade de Porto Alegre no final de janeiro de 2016. Não se está a afirmar que a capital gaúcha terá temporal de igual magnitude, apesar de o risco de tempestades na cidade ser alto nos próximos dias, mas em diferentes pontos do Sul do Brasil podem ser registradas tempestades severas com danos por vento e granizo.

Um dos maiores riscos neste tipo de situação em que a instabilidade ocorre imersa numa massa de ar por demais quente é o de vendavais. Não são vendavais generalizados e sim de caráter localizado, entretanto onde ocorrem podem ser muito fortes e destrutivos, com casos extremos de downbursts ou mesmo tornados que podem trazer vento muito acima de 100 km/h. Este é um risco real nos próximos dias nos três estados do Sul.

Outro risco hoje e nos próximos dias será chuva com volumes excepcionalmente altos (50 mm a 100 mm) em poucos minutos (30 minutos a uma hora) acompanhando temporais isolados no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Paraná. Observe a projeção de chuva do modelo WRF para 72h, até 21h do domingo, e atente para os pontos isolados com registros de chuva de 100 mm a 200 mm.

São resultado do que se antecipa serão temporais de verão com chuva extrema isolada, capaz de gerar inundações e alagamentos repentinos com transbordamento de rios, arroios e córregos em diferentes pontos do Sul do Brasil.

Sempre há o questionamento: vai dar temporal na minha cidade? Reitera-se e se enfatiza que são ocorrências localizadas, às vezes atingem apenas parte de um município, e que dias antes não é possível prever que ponto exato será afetado. O que se pode determinar com antecedência é quais regiões têm maior risco e, no caso, são as partes mais a Leste do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, além do Sul e do Leste paulista. Setores muito isolados do Oeste do Sul do Brasil, como se viu ontem em Quaraí, também podem ter temporais fortes a destrutivos.

Anúncios