Anúncios

A meteorologista e sócia da MetSul Meteorologia Estael Sias tem participado da programação da CNN Brasil com entrevistas sobre condições meteorológicas relevantes que têm impactado o Brasil, em particular o Sul do país. Caso do ciclone bomba, de 30 de junho e 1º de julho.

O fenômeno foi primeiro previsto pela MetSul que se valeu da terminologia científica usada em ciclones de rápido desenvolvimento (bomba meteorológica ou bombogênese ) e que jamais antes tinha sido utilizada em noticiários e que passou a freqüentar todos os meios de imprensa no episódio após a publicação do alerta pela MetSul. O ciclone bomba deixou 12 mortos e foi o mais grave episódio de vento já registrado em Santa Catarina, que superou em vítimas e extensão dos danos por municípios o furacão Catarina de março de 2004.

Outro episódio que mereceu grande destaque nacional e que contou com a participação da meteorologista Estael Sias foi o dos tornados que assolaram o estado catarinense no mês de agosto, deixando vítimas e muitos estragos materiais.

Mais recentemente, Estael ocupou a programação antes da grande onda de frio que atingiu em agosto uma extensa área do Brasil, trazendo recordes de frio no Sul e prejuízos milionários nas lavouras da região pela intensa geada tardia. O âncora  da CNN Brasil Phelipe Siani chegou a exibir no videowall da emissora o site da MetSul com os mapas mostrando a evolução do ar polar pela América do Sul e o território brasileiro.

A sócia e meteorologista da MetSul foi convidada da programação também durante a onda de frio que assolou o Norte, Centro-Oeste e o Sul do país com registro de neve nos três estados do Sul, em alguns locais a maior precipitação desde 2013. A MetSul tinha indicado a possibilidade de nevar em Curitiba, o que somente havia ocorrido nos últimos 50 anos em 1975 e em 2003, o que acabou se verificando em bairros do Sul da capital paranaense.

“É importante que a Meteorologia tenha cada vez mais espaços na mídia para que se estimule cada vez mais a prevenção e se crie uma cultura meteorológica que é bastante incipiente em nosso país”, comenta a meteorologista da MetSul. Segundo Estael, que faz previsão do tempo no Sul do Brasil se depara com toda a sorte de fenômenos e com grande recorrência, muitas vezes com eventos extremos.

A CNN é a principal marca do telejornalismo mundial e líder mundial em notícias. No Brasil, estreou no dia 15 de março a sua programação voltada ao público brasileiro com um canal nacional assim como ocorre com as franquias no Chile, México, Turquia e outros países.

Anúncios