Anúncios

Stephen Coleman/NWS Los Angeles

A Califórnia literalmente arde em calor com recordes de temperatura de Sul a Norte no estado norte-americano. “São marcas jamais vistas em um século, talvez séculos ou até um milênio”, disse o meteorologista Jeff Berardelli da rede CBS.

A temperatura chegou a valores perto de 50°C na região de Los Angeles no Sul californiano e mais ao Norte San Francisco bateu recorde de calor. Diversas cidades da Califórnia anotaram as maiores marcas já vistas em setembro e nas suas séries históricas com máximas de 40°C a 50°C. 

O calor excepcional e o tempo seco favorecem grandes incêndios. Dezenas de pessoas foram resgatadas de helicóptero no sábado à noite depois de serem isoladas por um incêndio perto de uma reserva natural no Norte da Califórnia. 

Helicópteros militares resgataram 63 pessoas do Mammoth Pool Reservoir na Sierra National Forest, cerca de 70 quilômetros a Nordeste de Fresno. Duas pessoas ficaram gravemente feridas e 10 tiveram ferimentos moderados. A Guarda Nacional da Califórnia chegou a utilizar helicópteros Chinooks. 

Thalia Dockery

O incêndio de Creek, o maior, que começou na sexta-feira em um terreno íngreme e acidentado, até agora se espalhou por centenas de milhares de hectares e está fora de controle. O incêndio é tão grande que gerou uma uma imensa nuvem Pirocumulo que chegou a provocar precipitação de cinzas, como em uma erupção vulcânica. A imensa nuvem foi fotografada por um passageiro em voo doméstico na região.

A quantidade de fumaça gerada pelos incêndios na Califórnia é tão grande que, segundo o Serviço Nacional de Meteorologia, é levada para grande parte do restante do país pelo vento a ponto de poder alcançar a Costa Leste norte-americana. 

O pesquisador Santiago Gassó da NASA calculou a área coberta por fumaça no território dos Estados Unidos em 2,1 milhões de quilômetros quadrados quadrados e a área sob fumaça na América do Sul em 2,1 milhões neste domingo. 

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A onda de incêndios e de calor ocorre no momento em que p estado norte-americano ainda se recupera de outra excepcional onda de calor ek agosto e que igualmente trouxe incêndios florestais devastadores que queimaram cerca de 1 milhão de hectares nas últimas três semanas. 

Anúncios