Anúncios

CIMSS

O poderoso furacão Laura tocou terra no começo da madrugada de hoje perto da cidade de Cameron, no estado da Louisiana, como uma tempestade categoria 4 na escala Saffir-Simpson que vai até 5. Pouco antes de tocar terra (landfall), Laura estava com vento perto da categoria 5, ou seja, o máximo da escala.


O vento informado no momento em que o centro do furacão começou a ingressar o continente era perto de 250 km/h com rajadas superiores junto à parede do olho da tempestade.

Lake Charles (Louisiana) no olho do furacão pela imagem de radar

Dados do boletim meteorológico METAR do Aeroporto Regional de Lake Charles (KLCH), região por onde ingressou Laura no estado da Louisiana, mostram que a estação meteorológica no local chegou a registrar rajadas de vento de 115 nós ou 213 km/h.

Meteorologistas norte-americanos informam que com base em análise preliminar, Laura é o furacão mais intenso a tocar terra no estado norte-americano desde o Last Island Hurricane de 1856 que teve intensidade semelhante.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos advertia para vento extremo e arrasador, elevação da maré potencialmente catastrófica com ondas de até sete metros que poderiam fazer o oceano avançar mais de cinqüenta quilômetros terra adentro e ainda condições de impossível sobrevivência na costa na área mais atingida.


À medida que o furacão avança agora para Norte, ao se deslocar sobre terra e perder a alimentação de energia das águas quentes do oceano, vai perder rapidamente força. Mesmo assim, chegará com grande intensidade até o estado do Arkansas e provocará chuva extrema e inundações em diversos estados norte-americanos.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas


 

Anúncios