Anúncios

A cobertura de gelo marinho da Antártida atingiu seu valor mais baixo para julho desde que se iniciaram as medições por satélites há 44 anos. A extensão do gelo no mar ficou 7% abaixo da média com valores muito inferiores ao recorde anterior, informou o Sistema Copernicus, da União Europeia.


O Oceano Antártico viu áreas generalizadas de concentração de gelo marinho abaixo da média, dos mares de Amundsen e Bellingshausen ao Norte do Mar de Weddell, bem como na maior parte do setor do Oceano Índico.

Em julho de 2022, a extensão do gelo marinho da Antártida atingiu 15,3 milhões de quilômetros quadrados em média, 1,1 milhão de quilômetros quadrados abaixo da média de 1991-2020 para julho. Após valores baixos recordes em junho, foi também a menor extensão para julho no registro de dados de satélite de 44 anos.


A cobertura de gelo em julho, 7% inferior à média, ficou muito abaixo do menor valor anterior de 5% abaixo da média, registrado em julho de 1986 e 2017. O valor baixo de julho de 2022 continua uma série de registros mensais muito abaixo da média observada desde fevereiro deste ano.

O Sistema Copernicus observa que a extensão do gelo marinho da Antártida ficou acima da média há um ano, em julho de 2021, o que ressalta “a grande variabilidade interanual que muitas vezes caracterizou o gelo marinho da Antártida ao longo da era dos satélites”, destaca.

Já a extensão do gelo marinho do Ártico ficou 4% abaixo da média, ocupando o 12º lugar mais baixo para julho nos registros dos satélitse, bem acima dos baixos valores de julho observados em 2019-2021.

Os cientistas utilizam desde 1979 medições de satélite para estudar com precisão a evolução das calotas polares no Ártico e na Antártica. A camada de gelo flutua na superfície do mar, não incluindo a cobertura da parte terrestre do polo.

Normalmente, a camada de gelo diminui durante o verão e é reconstituída no inverno em ambos os polos. O serviço Copernicus destacou que julho foi anormalmente seco na América do Norte, América do Sul, Ásia Central e Austrália, enquanto as chuvas foram mais fortes no Leste da Rússia, no norte da China e no cinturão tropical da África Oriental até a Ásia.

Anúncios