Anúncios

ABC/Reprodução

A Austrália vive agora uma infestação de aranhas se não bastassem as enchentes. E os dois fatos estão relacionados. 

Com efeito, uma das piores inundações dos últimos 20 anos ocorre m áreas da Austrália desde a última semana. Mais de 40 mil pessoas foram forçadas a evacuar suas casas. Os volumes de chuva ultrapassaram 500 milímetros em alguns pontos.


A região de New South Wales, então, sofre agora com uma praga de aranhas. Milhões de aranhas buscam abrigo em residências e cercas nas áreas de Nova Gales do Sul. Muitas podem ainda ser vistas escapando da subida das águas na tentativa de alcançar lugares mais altos.

Segundo autoridades locais, a região está em estado de alerta para uma espécie em particular, que oferece maior perigo, a Atrax robustus. 

A espécie é mais conhecida como aranha-teia-de-funil. Ela apresenta quelíceras medindo aproximadamente 1,5 mm de comprimento e é dotada de um veneno muito tóxico para os humanos.

Uma aracnologista local informou que não há mais aranhas do que o normal, porém as pessoas estão vendo mais delas, especialmente porque a maioria que vive no solo busca abrigo.

Assim como ocorre em outros lugares que sofrem com enchentes, também estão sendo vistas grande quantidade de cobras. Ainda assim, em menor número se comparadas às aranhas.

Além disso, as chuvas excessivas resultam em fatalidades. Na quarta-feira, pelo menos duas mortes foram atribuídas à enchente, incluindo um homem que morreu depois que seu carro ficou preso nas enchentes perto de Sydney.

Inundações históricas

De acordo com o Australian Bureau of Meteorology, mais de 400 mm de chuva caíram ao longo da costa Norte de New South Wales nos últimos sete dias.

Port Macquarie é uma área que foi duramente atingida pelas chuvas. Os totais atingiram de 200 mm a 300 mm em apenas 24 horas entre sexta e sábado. De quinta-feira passada a terça-feira, o total foi de 455 mm de chuva.

Já em North Tamborine, Queensland, incríveis 505 mm de chuva caíram em apenas 48 horas, de domingo a terça-feira.

No período de 24 horas antes da manhã de quarta-feira, 550 mm de chuva inundaram a comunidade costeira de Byfield, Queensland. Mais para o interior, 216 mm levaram a uma inundação repentina em Sapphire, Queensland, quando as águas em Retreat Creek subiram cerca de 9 metros em poucas horas na manhã de quarta-feira.

A La Niña trouxe um verão chuvoso se comparado ao de 2019-2020. O último teve condições muito mais secas como resultado de um padrão de El Niño, o que trouxe os históricos incêndios florestais. 


Os incêndios causaram 110 bilhões de dólares em danos totais e perdas econômicas, além da morte de inúmeros animais e perda de vidas humanas.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Por fim, a Meteorologia local traz boas notícias, um padrão mais seco surgirá em New South Wales, permitindo que os níveis de água comecem a tender para o normal na região.

Anúncios