Anúncios

Inundações, deslizamentos e granizo em Santa Catarina. Canelinha (foto) é o município mais castigado com quase 300 mm de precipitação desde ontem em acumulado extremo de chuva. | Thiago Vinicius Leal

Inundações, deslizamentos e granizo em Santa Catarina. A terça-feira terminou e esta quarta-feira começa muito complicada no estado catarinense em razão do tempo bastante instável com temporais de granizo e principalmente chuva extrema em algumas cidades. Esta é uma condição que a MetSul Meteorologia alertava desde o domingo iria ocorrer em Santa Catarina com a atuação de uma área de baixa pressão.

A situação é mais crítica no município de Canelinha, onde os volumes de chuva durante as últimas horas foram extremos. A água invadiu residências, pessoas ilhadas em razão das inundações tiveram que ser resgatadas e há desalojados no município que foram para o ginásio municipal e casas de parentes. Houve deslizamentos de terra e queda de postes.


Prefeitura Municipal de Canelinha

A chuva castiga outros municípios do Leste e do Nordeste de Santa Catarina, trazendo alagamentos, inundações e deslizamentos de terra. Em Brusque, a chuva intensa trouxe alagamentos, escorregamento de encostas e a queda de um muro.

Defesa Civil

Há acúmulo de água em razão do excesso de chuva também em cidades como Tijucas, Biguaçu, São João Batista, São José e na capital Florianópolis, mas a lista de municípios atingidos deve aumentar em razão da continuidade do tempo instável.

Volumes de chuva

Os dados de estações de monitoramento meteorológico indicavam volumes extremos em pontos do Leste de Santa Catarina. Os acumulados em 24 horas até ‪às 8h‬ desta quarta-feira foram de 285 mm em Canelinha, 163 mm em Itajaí, 140 mm em Tubarão, 128 mm em Antonio Carlos, 118 mm em São Pedro de Alcântara, 115 mm em Tijucas e em São João Batista, 109 mm em Antonio Carlos e 102 mm em Biguaçu.

Granizo

Temporais de granizo atingiram no final da terça-feira pontos de Santa Catarina horas após terem sido registrados no Noroeste do Rio Grande do Sul. O granizo caiu em grande quantidade, por exemplos, nos municípios de Mondai e Palmitos.

Vale Regional

Os temporais tanto no Rio Grande do Sul como em Santa Catarina foram consequência da atuação de uma área de baixa pressão que gerou nuvens carregadas ao interagir com ar mais quente que atuava em altitude no Norte gaúcho e no território catarinense.


Alerta de mais chuva

A previsão da MetSul é que a chuva vai enfraquecer e até parar com a melhora do tempo nesta quarta-feira em muitas áreas do Sul do Brasil, apesar de ainda chover em parte do dia em algumas regiões, especialmente no Leste gaúcho e catarinense que seguem com o risco de chuva localmente forte a intensa. A trégua da instabilidade onde a chuva cessar hoje, entretanto, será muito breve.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A tendência é que novas áreas de instabilidade atinjam os três estados do Sul do país ao longo da quinta-feira com chuva. Será um evento de precipitação generalizada, exceto algumas áreas do Oeste gaúcho. Os volumes em algumas regiões amanhã devem ser altos com a previsão de precipitações localmente fortes a torrenciais com elevados volumes em curto período, o que pode agravar os problemas em regiões já castigadas pela chuva nas últimas horas.

Anúncios