Anúncios

O Rio Grande do Sul amanheceu nesta terça-feira com geada e frio de 1,5ºC em Canela, 1,9ºC em Farroupilha, 2,8ºC em Vacaria, 3,3ºC em Ausentes, 3,8ºC em Bom Jesus e 4,1ºC em Santa Rosa. O Instituto Nacional de Meteorologia informou geada moderada em Bom Jesus, mas outras cidades do Estado que não possuem estação com observador também tiveram o fenômeno. Menos de seis horas depois destas mínimas gélidas terem sido atingidas, algumas destas cidades tinham chuva, trovoadas e até queda de granizo como se fosse uma tormenta de tarde quente e abafada de verão. O motivo foi uma frente fria que já nas primeiras horas da terça trouxe chuva e vento para o Extremo Sul do Estado e que ao longo do dia se deslocou pela costa gaúcha, provocando instabilidade na Metade Leste. Este sistema frontal, no final da tarde e início da noite de ontem, também tinha provocado chuva forte isolada, raios e até granizo em localidades do Sul e do Leste do vizinho Uruguai, inclusive em Montevidéu.

O contraste entre a massa de ar menos fria para a muito fria na retaguarda do sistema gerou a formação de nuvens carregadas (foto ao lado de Porto Alegre por Amanda Costa). Instabilidade acentuada por um cavado ou área de menor pressão atmosférica em níveis médios da atmosfera (mapa abaixo com análise das 12Z de hoje do campo de 500 hPa) durante um processo de advecção de ar muito frio, então, trouxe granizo. A sondagem realizada por um balão (dados da tabela) às 9h de hoje no Aeroporto Salgado Filho indicou temperatura de 11ºC em superfície, mas no nível de 850 hPa (1500 metros) fazia apenas 5ºC. A temperatura caía abaixo de zero na altura acima de 2000 metros, ou seja a atmosfera estava bastante resfriada, apesar de não o suficiente para trazer precipitações do tipo invernal em áreas de menor altitude como Gramado ou Caxias (espessura da camada entre 500 hPa e 1000 hPa era de 5455 na Capital). 


São muito comuns estas nuvens desenvolvidas (tipo Cb ou TCu), atém chuva forte isolada e granizo, nos dias de circulação ciclônica em que há rápida alternância de sol, nuvens e chuva, exatamente como se viu hoje. Por isso, é mais frequente e comum nevar quando há a influência de um ciclone extratropical, sobretudo intenso, afinal se estabelece um perfil vertical com camada de ar mais seco próximo da superfície que preserva o floco e nuvens com topos mais altos que favorecem formação e precipitação dos tão anseados flocos.

No caso de hoje, por volta das 10h da manhã de hoje começaram a se formaram ao Sul de Porto Alegre a Oeste da Lagoa dos Patos algumas nuvens isoladas do tipo Cumulus que rapidamente se organizaram e formaram uma linha que se deslocou para a área da Capital e depois a região metropolitana entre 11h e 12h30m. O satélite que traz imagens em alta resolução captou o momento exato em que as nuvens carregadas estavam sobre Porto Alegre, ao redor das 11h de hoje, provocando pancada de chuva, trovoadas e até o granizo.


Em Porto Alegre, o granizo atingiu a maioria dos bairros da cidade, notadamente aqueles da área central e do Norte da cidade. Na sequência, as nuvens carregadas com granizo se deslocaram para a Grande Porto Alegre, no eixo da BR-116 e RS-118, alcançando áreas do Vale do Sinos, Paranhana e da encosta da Serra. Houve queda de raios e vento. Chegou a 30 mil o total de clientes da AES atingidos por falta de luz, sobretudo em São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Esteio e Novo Hamburgo.


Granizo caiu em vários bairros de Porto Alegre por volta das 11h da manhã – Foto de Vinicius Roratto do Correio do Povo


Caiu tanto granizo em alguns bairros de Porto Alegre que deu para encher a mão com gelo – Foto de Estenio Ess Veiga

Levantamentoda MetSul indicou granizo em pelo menos 50 municípios do Rio Grande do Sul nesta terça-feira: Porto Alegre, 2) Canoas, 3) Esteio, 4) Sapucaia do Sul, 5) São Leopoldo, 6) Novo Hamburgo, 7) Campo Bom, 8 ) Sapiranga, 9) Dois Irmãos, 10) Gramado, 11) Canela, 12) Caxias do Sul, 13) Garibaldi, 14) Rio Pardo, 15) Pantano Grande, 16) Nova Roma do Sul, 17) Parobé, 18) Arroio do Sal, 19) Taquara, 20) Viamão, 21) Gravataí, 22) Estância Velha, 23) Farroupilha, 24) Tramandaí, 25) Balneário Pinhal, 26) Nova Petrópolis, 27) Cachoeirinha, 28) Alto Feliz, 29) Camaquã, 30) Maquiné, 31) Chuí, 32) Bento Gonçalves, 33) Ivoti, 34) São Francisco de Paula, 35) Alvorada, 36) Eldorado do Sul, 37) São José do Hortênsio, 38) Triunfo, 39) Imbé, 40) Cambará do Sul, 41) Capivari do Sul, 42) Nova Pádua, 43) São Marcos, 44) Osório, 45) Lajeado, 46) São Sebastião do Caí, 47) São Jerônimo, 48) Arroio dos Ratos, 49) Butiá, 50) Minas do Leão, 51) Linha Nova, 52) Cidreira, e ainda 53) Arroio Grande.


Granizo miúdo caiu em quantidade perto do meio-dia em vários pontos da cidade de Canoas – Foto de Ricardo Luis Pontin



Outra cidade que teve grande quantidade de granizo foi Arroio do Sal no Litoral Norte – Foto de Carlos Augusto Rolian Cunha 

Se o gelo caiu do céu, agora ele vai ser sentido no solo. A madrugada e o amanhecer desta quarta-feira vão ser os mais frios até agora no ano no Rio Grande do Sul e no Sul do Brasil. Quase todas as regiões gaúchas devem ter marcas entre 0ºC e 5ºC com geada. Mínimas abaixo de zero, que podem chegar a 3ºC a 5ºC negativos em alguns pontos dos Aparados, podem ser anotadas na Serra, Campos de Cima da Serra e baixadas da Metade Norte. No Planalto Sul Catarinense, as mínimas podem descer a 5ºC ou 6ºC abaixo de zero com geada forte a severa. Apesar do começo frio, a tarde será mais amena com máximas ao redor de 20ºC em muitas regiões do Estado. Com sol forte, ar seco, e com a parte mais intensa do ar frio se afastando para o mar, as marcas nos termômetros na tarde desta quarta devem ser mais altas que as de hoje, quando fez apenas 8,8ºC de máxima na estação do Inmet em São José dos Ausentes.

Anúncios