Anúncios

Jatos de água com mangueira foram lançados sobre o público que estava na Fan Fest junto à Usina do Gasômetro para aliviar o calor das pessoas que estavam sob sol forte na tarde mais quente em Porto Alegre desde o último verão e que teve máxima acima de 35ºC | VINNY VANONI/PMPA

A temperatura máxima oficial de Porto Alegre, medida no bairro Jardim Botânico pelo Instituto Nacional de Meteorologia, alcançou 35,3ºC na tarde desta sexta-feira. Fazia tempo que não se registrava tanto calor na capital. Desde o último verão a temperatura não subia tanto.

O dia mais quente até agora nesta primavera tinha sido o 26 de outubro com máxima de 34,3ºC. A máxima de hoje de 35,3ºC foi a mais elevada desde os 36,6ºC do dia 5 de março deste ano.


Janeiro neste ano, na histórica onda de calor, teve 15 dias com temperatura máxima igual ou acima de 35ºC em Porto Alegre, mas desde então foram poucos os dias que alcançaram ou superaram a casa de 35ºC. Foram apenas três em fevereiro e dois em março. E, agora, um em dezembro.

Na região metropolitana, Campo Bom teve a máxima do estado entre as estações oficiais do Instituto Nacional de Meteorologia com 37,4ºC. Foi a maior máxima na cidade do Vale do Sinos desde 27 de fevereiro, quando os termômetros marcaram 39,0ºC.

Em outros pontos da Grande Porto Alegre, a temperatura chegou a 36,4ºC em São Leopoldo e 35,5ºC em Gravataí. Em Canoas, as estações da MetSul indicaram 36,0ºC no bairro Fátima e 35,2ºC no bairro Estância Velha.

No interior gaúcho, as maiores máximas medidas por estações automáticas particulares acusaram 38,7ºC em Rio Pardo, 38ºC em Lajeado (Univates), 37,8ºC em Colinas e Estrela, 37,6ºC em Teutônia, 37,0ºC em Venâncio Aires, 36,4ºC em Feliz, 35,6ºC em Cachoeira do Sul, 35,5ºC em Três Coroas e 35,4ºC em Santa Rosa.

Já as estações oficiais do interior do Rio Grande do Sul apontaram 36,7ºC em Teutônia, 36,5ºC em Rio Pardo, 35,3ºC em São Luiz Gonzaga, 34,9ºC em Santa Maria e Ibirubá, 34,5ºC em Santa Rosa, 34,4ºC em Tupanciretã e 34,3ºC em Serafina Correa (Serra).

Com o intenso calor, nuvens de desenvolvimento vertical se formaram com instabilidade em diversas regiões gaúchas a partir da tarde. Nuvens carregadas que trouxeram chuva, inclusive localmente forte, e temporais isolados.

As precipitações, como é normal neste tipo de situação em que a chuva é convectiva (associada ao calor), foram irregulares e mal distribuídas. Vários municípios não registraram chuva, mesmo tendo registrado aumento de nebulosidade.

Fim de tarde desta sexta em São Borja | ALBERI DIAS/RÁDIO CULTURA

O sol aparece em todas as regiões do Rio Grande do Sul neste sábado, porém vão ocorrer momentos de maior nebulosidade à medida que o aquecimento forma nuvens. Será outro dia de forte calor. Com a alta temperatura, áreas de instabilidade se formam e vão trazer chuva, irregular, para todas as regiões.

Já chove entre a madrugada de manhã em alguns locais, mas a instabilidade cresce muito a partir da tarde com o aquecimento diurno. Pontos isolados do estado devem ter registro de chuva forte a torrencial hoje e com risco de alguns temporais localizados de vento forte e granizo.

Anúncios