Anúncios

Medições por satélite mostram que a extensão de gelo marinho na Antártida é e a segunda menor nesta época do ano desde que tiveram início as medições por satélite há 40 anos | JOHAN ORDONEZ/AFP/METSUL METEOROLOGIA

A cobertura de gelo marinho na Antártida diminuiu rapidamente durante a primavera austral e no final de novembro a extensão era a segunda mais baixa já registrada na era dos satélites desde 1917, perdendo apenas para a extremamente baixa cobertura vista em 2016, de acordo com dados do National Snow and Ice Data Center (NSIDC).

A extensão da cobertura de gelo marinho foi particularmente baixa nos mares de Bellingshausen e Weddell assim como no setor do Oceano Índico, ao Norte da Terra de Enderby. De acordo com o NSIDC, houve a formação de polínia (termo na glaciologia para definir qualquer área de águas abertas no meio da banquisa ou do gelo fixo e que não tenha forma linear) em Maud Rise, um platô oceânico localizado no Oceano do Sul.


A chamada Polínia de Maud Rise não foi observada por muitos anos depois da década de 70, entretanto começou a ser vista novamente em anos recentes.

No final do inverno austral, os mares ao redor da Antártida estão cobertos por até 18 milhões de quilômetros quadrados de gelo, uma área com cerca de duas vezes o tamanho do território continental dos Estados Unidos. Mas essa vasta extensão de gelo nem sempre é contínua. Rachaduras podem se abrir e expor a água do mar abaixo.


NSIDC

Às vezes, áreas de gelo enormes desaparecem no meio do bloco de gelo. Tal fenômeno é que caracteriza a polínia e os cientistas vêm investigando essas características há décadas. A polínia de Maud Rise, de acordo com a NASA, ocorre no início da primavera e, ocasionalmente, no inverno.

De acordo com Joey Comiso, um cientista emérito do Goddard Space Flight Center da NASA, a forma do fundo do mar “faz com que a corrente do oceano impulsionada pelo giro do Mar de Weddell traga água quente até a camada superior do oceano e provoca o derretimento do gelo marinho.

No inverno de 2017, a polínia de Maud Rise foi especialmente grande, crescendo de 9.500 quilômetros quadrados em meados de setembro para cerca de 80.000 quilômetros quadrados no final de outubro. Foi um dos maiores eventos do fenômeno nesta área desde os famosos episódios de 1974, 1975 e 1976, que alcançaram áreas ainda maiores.

Anúncios