Anúncios

A fumaça dos incêndios florestais no Canadá volta a trazer péssima qualidade do ar do ar em Ontário e em uma dúzia de estados dos Estados Unidos nesta quarta-feira, com monitores de poluição alertando sobre condições muito insalubres ou de emergência enfrentadas por milhões de pessoas, principalmente em Detroit e Chicago.

Corredor pratica exercício ao longo da costa do Lago Michigan com fumaça pesada dos incêndios florestais canadenses ao fundo em Chicago, Illinois, Estados Unidoas. O prefeito de Chicago, Brandon Johnson, disse em um comunicado que “a cidade está monitorando cuidadosamente e tomando precauções, pois a Agência de Proteção Ambiental dos EUA classificou nosso Índice de Qualidade do Ar como ‘insalubre’ devido à fumaça de incêndios florestais canadenses presente na região”. | KAMIL KRZACZYNSKI/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Alertas foram emitidos em Ontário, Norte de Minnesota, Michigan, Nova York e até em estados do Sudeste norte-americano como a Carolina do Norte e a Geórgia. Condições perigosas do ar eram observadas em grande parte dos Grandes Lagos da América do Norte e regiões do Meio-Atlântico.


Os alertas de qualidade acompanham uma onda de calor brutal que está afetando milhões, com o Serviço Nacional de Meteorologia emitindo uma previsão de índice de calor de até 46ºC no Norte e centro do Texas.

Chicago, cuja área metropolitana abriga mais de nove milhões de pessoas, registrou um índice de qualidade do ar “muito insalubre” de 215 no início da quarta-feira, informou a Agência de Proteção Ambiental dos EUA em seu aplicativo AirNow.


O avião oficial Força Aérea Um do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pousou em Chicago na quarta-feira “através de uma espessa camada de fumaça e neblina”, de acordo com um relatório da Casa Branca antes de um discurso econômico na cidade.

Enquanto a área de Detroit, com 4,3 milhões de pessoas, registrou a pior qualidade do ar do país, com um IQA tocando 306 ou “perigoso”. Um IQA de 301 ou superior reflete “condições de emergência” que provavelmente afetarão a todos, de acordo com a EPA.

“A qualidade do ar em Chicago ainda é muito insalubre hoje. Limite o tempo ao ar livre”, postou o escritório de gerenciamento de emergência de Chicago no Twitter.

A cidade canadense de Windsor, Ontário, mostrou um AQI de 238, de acordo com a IQAir, enquanto Toronto – a maior cidade do país – foi classificada como a sexta pior em qualidade do ar em uma grande cidade grande global com um AQI de 124.

Detroit e Chicago estavam nas últimas horas entre as cidades do mundo com a pior qualidade do ar do, de acordo com a empresa suíça de monitoramento IQAir, e devem permanecer entre as três piores, logo atrás de Dubai e acima de Minneapolis, Minnesota.

Pessoas caminham pelo centro de Chicago tomado de fumaça. A área de Chicago está sob alerta de qualidade do ar, já que a fumaça dos incêndios florestais no Canadá encheu o ar da cidade pelo segundo dia consecutivo. | SCOTT OLSON/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP/METSUL METEOROLOGIA

O horizonte de Chicago é visto do 360 Chicago Observation Deck do John Hancock Building com fumaça pesada dos incêndios florestais canadenses cobrindo a cidade. A Prefeitura de Chicago recomendou que crianças, adolescentes, idosos, pessoas com doenças cardíacas ou pulmonares e grávidas evitem atividades extenuantes e limitem o tempo ao ar livre. | KAMIL KRZACZYNSKI/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Os incêndios florestais devastam partes do Canadá por dois meses, gerando fumaça com pequenas partículas perigosas que são especialmente prejudiciais para pessoas sensíveis à poluição.

“A fumaça do incêndio florestal do Canadá reduzirá a qualidade do ar em partes do Vale do Alto/Médio Mississippi, Grandes Lagos, Oeste do Vale de Ohio, Apalaches Centrais e Meio-Atlântico, levando a alertas de qualidade do ar sobre a área”, disse o Serviço Nacional de Meteorologia em um comunicado.

Na cidade de Nova York, onde a névoa nociva da fumaça três semanas atrás interrompeu voos e forçou o cancelamento de eventos ao ar livre, as autoridades alertaram na quarta-feira que “a qualidade do ar deve se deteriorar esta semana devido aos incêndios florestais no Canadá”.

A Autoridade de Trânsito Metropolitano de Nova York disse que ofereceria máscaras KN95 gratuitas em suas paradas de metrô e trem. O estado da Pensilvânia também declarou um “Código Vermelho” na qualidade do ar para esta quarta-feira.

Helicóptero Marine One com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sobrevoa uma nebulosa Chicago, tomada de fumaça, nesta quarta. Cerca de 80 milhões de pessoas, do Meio-Oeste à costa Leste norte-americana, estão sob alertas de qualidade do ar devido à fumaça do Canadá. | ANDREW CABALLERO-REYNOLDS/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Em foto aérea feita a partir do avião presidencial Força Aérea Um, o Capitólio dos Estados Unidos aparece encoberto pela fumaça de incêndios do Canadá em Washington, DC | ANDREW CABALLERO-REYNOLDS/AFP/METSUL METEOROLOGIA

A fumaça do incêndio se espalhou pelo Oceano Atlântico e sobre países europeus, incluindo Portugal e Espanha, mas a qualidade do ar lá permaneceu boa na maior parte das cidades na terça-feira, “porque a maior parte da fumaça que atingiu a Europa estava mais alta na atmosfera, onde é menos provável que afete a saúde humana”, de acordo com o Observatório da Terra da agência espacial norte-americana NASA.

A fumaça do incêndio florestal parecia estar atingindo mais uma vez a capital dos Estados Unidos, Washington, uma situação que o cientista da NASA Ryan Stauffer, que estuda a poluição do ar e o ozônio, chamou de “absolutamente brutal”. –Os cientistas dizem que a mudança climática induzida pelo homem está ajudando a aumentar as taxas de incêndios florestais, ondas de calor e sistemas climáticos intensos.

Anúncios