Anúncios

Frio úmido marca o começo do inverno 2021 com tempo fechado, alta umidade e até precipitação leve em algumas cidades como Santa Cruz do Sul | Otto Tesche

O inverno astronômico começou oficialmente à 0h32 desta segunda-feira, mas no primeiro dia a principal característica da nova estação se mostrou tímida. A estreia do inverno se dá em uma jornada de muitas nuvens, tempo cinzento e até precipitação leve com bancos de nevoeiro e neblina em muitas áreas do Rio Grande do Sul, apesar de aberturas em algumas regiões, sobretudo da Metade Norte. Porto Alegre tinha garoa no final da manhã desta segunda-feira.

Muitas vezes, o primeiro dia do inverno astronômico costuma ser bastante gelado, porém não em 2021. A enorme quantidade de nuvens sobre o Rio Grande do Sul, os altos índices de umidade relativa do ar e a ausência de uma massa de ar frio de origem polar fazem com que a temperatura pouco se eleve durante o dia, entretanto pouco caia durante a noite e não faça frio intenso.


A temperatura no começo desta segunda-feira, por exemplo, de acordo com os dados das estações do Instituto Nacional de Meteorologia, não baixou de 3,9ºC em São José dos Ausentes, 6,6ºC em Bom Jesus, 6,9ºC em Cambará do Sul e 8,8ºC em Canela. São marcas baixas e que caracterizam frio, mas valores acima do que se costuma ter nesta época na região serrana pelo parâmetro das mínimas.

Em outras cidades do interior, as mínimas deste primeiro dia do inverno foram de 4,5ºC em Quaraí, 6,0ºC em Santa Maria, 6,6ºC em São Luiz Gonzaga, 7,3ºC em Cruz Alta, 8,2ºC em Passo Fundo e 8,7ºC em Bagé. Em Porto Alegre, a mínima foi de 13,5ºC na estação do Jardim Botânico.

O frio úmido que marca o começo do inverno, pouco intenso, vai marcar esta primeira semana de inverno astronômico à medida que não se espera a incursão de uma massa de ar gelado e seco e de alta pressão atmosférica que afaste as nuvens e a umidade.

Com isso, o Rio Grande do Sul e o Sul do Brasil ficam entre o ar mais seco e quente do Brasil Central e o ar mais frio e seco da Argentina, o que faz com que a umidade seja canalizada para a parte meridional do território brasileiro.


A umidade, que vai ser a protagonista da semana no tempo, deve aumentar ainda mais entre quinta e sexta-feira com a atuação de áreas de instabilidade que vão trazer chuva para a maioria das regiões gaúchas e até trovoadas em algumas áreas.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios