Anúncios

A nebulosidade da frente fria já alcançou parte do Oeste e o Sul do Rio Grande do Sul, especialmente nas áreas de fronteira com o Uruguai, e o tempo se instabilizou com chuva no extremo Sul gaúcho. Nas demais regiões gaúchas, o sol predomina com vento do quadrante Norte moderado a forte e temperatura muito alta para esta época do ano.


A frente chega com menor atividade que durante sua passagem pelo Centro da Argentina e o Uruguai, onde causou vendavais com danos. As rajadas de vento foram a 126 km/h no aeroporto internacional de Ezeiza, na Grande Buenos Aires, a 107 km/h no aeroporto internacional de Carrasco, na região de Montevidéu.

Nas próximas horas, o sol segue predominando em grande parte do Rio Grande do Sul, exceção do Sul e de parte do Oeste do Estado que terão muitas nuvens e queda de temperatura. Com ar quente trazido por uma corrente de jato de baixos níveis, a temperatura segue muito alta com máximas comuns no verão. Máximas de até 33ºC a 34ºC em Porto Alegre e de 35ºC a 37ºC nos vales, na Grande Porto Alegre e na região Noroeste do Estado.


O vento Norte persiste, especialmente nos vales e áreas de encostas de Serra, assim com em pontos de maior altitude. Na manhã de hoje, as rajadas de vento seco e quente de Norte com sol chegaram a 82 km/h na base aérea de Santa Maria.

Em parte do Oeste e do Sul, a nebulosidade predomina com chuva em diferentes pontos, em especial no Sul gaúcho, e algum risco de temporal isolado. Nestas áreas, o vento que nas primeiras horas do dia era de Norte, quente e seco com rajadas fortes, vira para Sul com rajadas fortes e queda de temperatura.

A frente fria não consegue progredir muito para o Norte nesta quarta-feira e, por isso, o dia é de sol e nuvens na maior parte do território gaúcho com a instabilidade mais concentrada no Sul gaúcho e em parte do Sudoeste do Rio Grande do Sul. Veja nos mapas a seguir do modelo WRF com o prognóstico de 6h em 6h para esta quarta como a instabilidade frontal não logra avançar pelo Rio Grande do Sul.

A frente fria que hoje não consegue progredir muito vai passar por um processo de reativação no final do dia de hoje com a formação de áreas de instabilidade, algumas fortes a intensas, no Uruguai e na região de fronteira com o Rio Grande do Sul.

Por isso, o alerta que na madrugada e na manhã desta quinta-feira, o risco de chuva localmente forte e de temporais isolados em que pode ocorrer vento forte ou granizo é alto no Oeste e no Sul do Rio Grande do Sul. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) chegou a emitir um alerta vermelho para a área que se estende da Campanha ao Sul gaúcho.

Como mostram os mapas acima com as projeções de 6h em 6h para a quinta-feira, a frente fria vai finalmente conseguir avançar para Norte pelo território gaúcho amanhã, trazendo aumento de nuvens e chuva com queda de temperatura, o que impedirá a repetição do calor intenso fora de época de hoje.

Os mapas deixam claro que a máxima atividade da frente  fria vai se dar no Oeste e no Sul gaúcho no começo do dia – entre a madrugada e de manhã – e que a tendência é o sistema perder organização e intensidade à medida que se desloca para Norte pelo Rio Grande do Sul ao longo da quinta-feira.

Com efeito, os volumes de chuva não serão altos na maioria dos municípios do Estado, exceção dos situados no Sudoeste e no Sul gaúcho, assim como qualquer ocorrência de tempo severo em áreas que não sejam do Oeste e do Sul do Estado será muito isolada, sem previsão de tempo severo generalizado.

O retorno da chuva com maior força para áreas do Oeste do Estado preocupa porque a região enfrenta enchentes. Os rios Quaraí, em Quaraí, e Ibirapuitã, em Alegrete, estão sob cheias neste momento. Apenas na segunda-feira, a precipitação somou 200 mm em Quaraí e 150 mm em Livramento e Rosário do Sul.

Como consultar os mapas

O assinante da MetSul Meteorologia tem acesso a qualquer hora a todos os mapas deste boletim e muitos outros com projeções de chuva acumulada, temperatura, risco de geada, risco de granizo, índices de instabilidade atmosférica para tempestades, gráficos de previsão e muito mais a partir do nosso modelo de alta resolução WRF e os principais modelos meteorológicos internacionais como o norte-americano GFS, o Europeu, o alemão Icon, o canadense e outros. Consulte a nossa seção de mapas e faça a sua assinatura em metsul.com/assine.

Anúncios