Anúncios

A MetSul Meteorologia alerta que o avanço de uma frente fria trará tempo severo durante esta sexta-feira para o Uruguai, províncias do Norte da Argentina e o Rio Grande do Sul. Aqui no Estado, o sol aparece com nuvens e faz muito calor com máximas perto de 40ºC e sensação de até 50ºC em alguns pontos antes da chuva pela maior umidade. A frente fria deve trazer para o Estado chuva localmente forte a intensa e temporais de vento (alguns com rajadas acima de 100 km/h) e granizo, alguns fortes a severos até com potencial de danos e transtornos. A instabilidade frontal atinge o Sul e o Sudoeste do Rio Grande do Sul de manhã e no começo da tarde, afetando a maioria das demais regiões entre o meio da tarde e o final do dia, mas a Metade Norte já deve ter chuva isolada de verão e temporais localizados da tarde para a noite antes mesmo da chegada da frente fria por conta da convecção. A instabilidade explodiu, como era alertado pela MetSul, no Centro da Argentina e no Sul do Uruguai no início da noite de ontem e no começo da madrugada (imagens de satélite abaixo do Cptec).



A frente alcançará o Centro e o Norte do Estado do meio da tarde para a noite desta sexta, o que vai permitir que a temperatura suba muito antes para 37ºC a 40ºC em alguns pontos. Com isso, preocupa que o sistema chegará justamente no período mais quente do dia, o que agrava sobremaneira o risco de temporais fortes localizados com potencial de danos. Santa Catarina e o Paraná, mesmo sem a presença da frente, também podem se ver afetados por tempestades localizadas fortes devido aos altíssimos índices de instabilidade na segunda metade da sexta-feira. Ontem, a virada do tempo com chuva forte e ventania ocorreu na cidade de Buenos Aires, que teve recorde histórico de mínima alta de 28,9ºC, quando a sensação no começo da noite estava acima dos 40ºC após ter batido em quase 48ºC (!!) às 18h (reprodução abaixo da TN/@Estacion_BCP).


Os temporais alcançaram o Sul do Uruguai já ontem à noite. Colonia, até pela proximidade de Buenos Airee, foi uma das primeiras a sentir o impacto do mau tempo com alta frequência de raios seguida de chuva forte (foto abaixo de Daniel Alves).


O que impressionou primeiro em Montevidéu foi a força da tempestade elétrica no céu. Depois de quinta-feira sufocante, os moradores da capital uruguaia testemunharam uma enorme frequência de raios e relâmpagos no céu na noite de ontem, quando fazia 28ºC na cidade (dado do Aeroporto de Carrasco). Impressionante foto de mais longa exposição foi feita pelo colaborador da MetSul em Montevidéu Antonio Bilhoto na conhecida área do World Trade Center e do Montevideo Shopping.


Um dos cartões postais de Montevidéu é a Praça Independência, a entrada para a Cidade Velha e onde está o tradicional e belíssimo Palácio Salvo, edifício que é o marco arquitetônico da capital dos uruguaios. O colaborador Mauro Martella fez duas lindas imagens dos raios a partir da praça com o Palácio Salvo ao Fundo e também a Torre Executiva do governo do Uruguai.


O temporal chegou logo na virada do dia à capital uruguaia e regiões costeiras do Sul do país, como os departamentos de Canelones e Maldonado. Montevidéu teve chuva forte a torrencial com alagamentos e rajadas de vento muito fortes que derrubaram árvores, galhos e cabos de energia por toda a cidade. A maior rajada no Aeroporto Internacional de Carrasco ficou ao redor de 80 km/h, mas é provável que na área urbana de Montevidéu o vento possa até ter superado os 100 km/h. O colaborador Rodolfo Rodríguez de Almeida Rey fez esta bonita sequência de fotos da chegada do temporal na praia de Pocitos.

O vento foi muito forte no Sul do Uruguai. No departamento de Canelones, estação automática particular acusou rajadas de até 106 km/h. Já outra estação, esta mantida pelo Serviço Meteorológico da Força Aérea Uruguaia, apontou 116,6 km/h na localidade de Pando, cidade próxima da capital Montevidéu. Certamente no decorrer do dia de hoje se terá uma ideia mais ampla dos estragos causados pelo forte a intenso vento que acompanharam as tempestades da última noite no Sul uruguaio.


Momentos iniciais da tempestade elétrica em Montevidéu vistos a partir da famosa avenida Rambla – Rafael Cardoso


Temporal ontem chegou com temperatura muito alta para a noite e umidade elevada na capital uruguaia – Gonzalo Linaro


Moradores de Montevidéu descreveram os trovões como muito intensos na chegada da tempestade – Martin Delgado


Aproximação da tempestade da costa Sul do Uruguai se deu com muitos raios no mar e Rio da Prata – Jana Rodriguez Hertz


Raios sobre o Rio da Prata registrados durante a tempestade a partir da praia de Malvin em Montevidéu – Gabriela RL

A MetSul alerta que o maior risco de tempo severo hoje no Uruguai é para departamentos do Centro e do Norte do país que ainda estão na dianteira da frente neste início de manhã e, por conseguinte, sob influência do ar quente, úmido e muito instável de origem tropical. Estão na zona de risco, dentre outros departamentos, Rocha, Cerro Largo, Rivera e em Artigas.

Chegada da nuvem de tormenta a partir do Rio da Prata ontem à noite na cidade de Montevidéu – Rossana Piccini


Frequentes relâmpagos iluminaram a noite de ontem e o começo da madrugada de hoje em Montevidéu – Emilio Farrok

O temporal da última noite em Montevidéu provocou uma morte. Uma mulher de 33 anos foi eletrocutada em sua casa por cabos de energia que estavam no chão e que tinham sido derrubados pelo vento. O caso ocorreu no bairro de Carrasco Norte da capital uruguaia. Vizinha que tentou socorrer também sofreu uma descarga elétrica, mas não corre risco. O amanhecer  hoje começou a revelar os estragos causados pela tormenta severa como queda de árvores (foto abaixo de Javier Helena).


Mas não só ao Sul do Estado, no Uruguai, a natureza deu demonstração de força ontem à noite. Fortes áreas de instabilidade localizadas atuaram na noite de ontem no Leste de Santa Catarina com muitos raios e relâmpagos após um dia escaldante na região. Foram temporais isolados típicos de verão, associados ao forte calor à alta umidade, não relacionados ao sistema frontal mais ao Sul. As máximas ontem atingiram 39,4ºC em Braço do Norte, 39,3ºC em Urussanga, 39,2ºV em Criciúma e 38,6ºC em Blumenau. O colaborador Rafael Fraga de Paula envio fotos espetaculares dos raios ontem na praia de Imbituba.


No Rio Grande do Sul, diferentemente da quarta-feira, a chuva de verão foi mínima e só alcançou poucos municipios. Foi outra jornada terrível de calor. As máximas foram de 39,5ºC em Porto Alegre, 39,3ºC em Santa Cruz do Sul, 39,2ºC em São Leopoldo, 39,1ºC em Santa Rosa, 39ºC na Base Aérea de Canoas, 38,8ºC em Teutônia, 38,5ºC em São Gabriel e 38,3ºC em Lajeado. O consumo de energia no Estado foi o terceiro maior da história pelo terceiro dia seguido com 6775 MW e muitos cortes de luz. O calor dão deu trégua à noite e no começo da madrugada de hoje a temperatura era de 32ºC com sensação de 38ºC em alguns bairros de Porto Alegre. No fim da tarde, sem chuva, o céu deu espetáculo ontem em várias cidades gaúchas.


Lindo entardecer em Novo Hamburgo após mais uma tarde sufocante com quase 40ºC no Vale do Sinos – Rafael Cabral


Fim de tarde em Garibaldi, na Serra Gaúcha, onde as máximas ficaram entre 31ºC e 35ºC durante a tarde – Fernanda Pizzato


Entardecer da quinta-feira com sensação térmica de escaldantes mais de 40ºC em Porto Alegre foi lindo na orla – Jane Cassol



Em Torres, onde o dia teve sol e praia com calor intenso, o fim de tarde também foi muito colorido ontem – Anelise Breier

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A frente fria amanhã (sábado) atua sobre o Norte gaúcho, Santa Catarina e o Paraná com risco de chuva localmente forte e temporais isolados, alguns intensos. Pode chover forte na Metade Norte gaúcha ainda entre a madrugada e de manhã, mas no decorrer do dia o tempo deve apresentar melhoria na maior parte do Estado com o ingresso de ar mais frio. O vento Sul deve soprar forte no Sul gaúcho. O mar deve ficar agitado na costa e pode ter ressaca. O sábado será muito ameno com máximas entre 23ºC e 26ºC de máximas na maior parte do Rio Grande do Sul. No domingo, ar mais quente e úmido começa a voltar ao Estado a partir do Norte e volta a instabilizar a atmosfera com chuva na maioria das regiões no decorrer do dia, em algumas já no começo do período. Há risco de chuva forte em pontos isolados e mesmo temporais localizados não podem ser afastados. Não faz forte calor domingo, mas em muitos locais a temperatura já estará mais alta e até abafamento se espera para a Metade Norte. (Com a colaboração do meteorologista Luiz Fernando Nachtigall e produção de Alexandre Aguiar)

Anúncios