Anúncios

@DonBombero/Twitter

Santiago do Chile acaba de bater o recorde histórico de chuva para janeiro de mais de um século para o mês de janeiro. De acordo com a Dirección Nacional de Meteorologia do Chile, chuva volumosa para os padrões locais atingiu áreas do Centro e do Sul do país. A DNM atribui o excesso de chuva ao que definiu como “um incomum e atípico sistema frontal completamente anormal para a época do ano”.


O acumulado de chuva em 24 horas até 9h deste sábado (30) na estação de Quinta Normal de Santiago foi de 31,4 mm. É o mais alto valor diário de chuva para um mês de janeiro desde 1911, superando o recorde de 15 de janeiro de 1933, quando caíram 22,4 mm.

A marca de hoje é também a terceira maior diária para um mês de verão (trimestre dezembro a fevereiro) desde o começo dos registros em 1911, somente atrás dos registros de 4 de fevereiro de 1945 (53,2 mm) e 13 de dezembro de 1939 (36,9 mm). Com a chuva das últimas horas, Santiago do Chile passou a ter o janeiro mais chuvoso dos últimos 71 anos.


As precipitações mais intensas nas últimas 24 horas se concentraram na região de Maule e de Valparaíso. As estações que tiveram os maiores acumulados diários até hoje de manhã foram de Requinoa com 70,3 mm, Pirque com 49,3 mm e Longavi Norte com 47 mm. Quase todas as estações de vale tiveram entre 30 mm e 40 mm com marcas de até 70 mm em alguns pontos da Cordilheira dos Andes.

Anúncios