Anúncios

O mapa mostra a projeção de chuva (em milímetros) para os próximos dez dias, conforme o modelo canadense. Observa-se a tendência de volumes extremamente altos no Brasil Central, sobretudo em Goiás, Minas Gerais e Espírito Santo. O cenário é preocupante porque inevitavelmente haverá problemas como inundações e deslizamentos de terra, particularmente em Minas, de relevo acidentado, onde alguns modelos chegam a projetar 300-500 mm em pontos do território mineiro nos próximos dez dias. Por outro lado, trata-se de um alento para os reservatórios do sistema elétrico da região, uma vez que tem chovido abaixo da média neste verão.


Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas


No Rio Grande do Sul, ao contrário, onde algumas cidades se ressentem de estiagem, pouco ou nada deve chover nos próximos dez dias na maioria dos municípios. É muito factível que alguns municípios não tenham uma gota sequer de chuva no período. Onde, por efeito do relevo e da umidade que vem do mar, pode chover mais é no Litoral Norte gaúcho. No restante das regiões, as precipitações serão escassas.

Anúncios