Anúncios

Sucessão de eventos extremos por vários ciclones trará grandes nevascas e temperatura de até 40ºC abaixo de zero nos Estados Unidos. Praticamente toda a área continental do território norte-americano sofrerá com extremos que incluem chuva excessiva, tornados, tempestades severas, nevascas e frio excepcional. | JEWEL SAMAD/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Condições meteorológicas definidas como “selvagens” por meteorologistas dos Estados Unidos são esperadas no território norte-americano nos próximos sete a dez dias com uma sucessão de ciclones, um ciclone bomba que vai se formar no meio do país, fortes a intensas tempestades de neve, chuva extrema, enchentes, onda de tornados e uma erupção de ar polar do Ártico absurdamente forte.

Inicialmente, uma tempestade intensa deverá impactar o Centro e o Sul dos Estados Unidos, trazendo uma mistura de fortes nevascas, ventos fortes a destrutivos, fortes tempestades na costa do Golfo e inundações generalizadas no Leste e no Nordeste do país. Além disso, uma grande tempestade de inverno trará vários metros de neve para Washington e Oregon.


Uma baixa pressão profunda se desloca pelas Planícies Centrais e trazia muita neve nesta segunda-feira no estado do Kansas. A neve é acompanhada de rajadas de vento acima de 100 km/h, trazendo visibilidade quase nula em alguns pontos.

Moradores do Kansas, Nordeste do Novo México, Leste do Colorado, Oklahoma, Norte do Texas, e sudoeste de Nebraska, são alertados sobre condições extremamente perigosas nas estradas ou mesmo “impossíveis”. São orientados a levar um kit de sobrevivência de inverno, já que a sensação térmica deve cair a valores extremos.


O deslocamento da baixa pressão organiza uma poderosa linha de instabilidade que vai gerar tempestades severas generalizadas no Sul e no Sudeste dos Estados, em estados como Texas, Louisiana, Alabama, Geórgia e Flórida. Meteorologistas locais alertam que é uma situação de grande perigo e que podem ocorrer tempestades de grande potencial destrutivo com tornados.

A baixa pressão, então, vai levar chuva extrema para a costa Leste dos Estados Unidos com volumes altíssimos em diversos estados. Há alertas de inundações para milhares de cidades e inundações costeiras. A chuva virá acompanhada de vento muito intenso, de 100 km/h a 150 km/h em vários pontos, o que pode deixar milhões de pessoas sem luz no Nordeste e no Leste norte-americano.

Não bastasse, outros dois grandes sistemas de tempestades de inverno vão ingressar e passar pelo Noroeste dos Estados Unidos, trazendo vários metros de neve pesada e ainda vento intenso nas montanhas. Os residentes das regiões afetadas são incentivados a adotar preparativos para una série de condições severas.

“Durante as próximas semanas, uma sequência rápida de grandes ciclones de latitudes médias varrerá o Centro e o Leste dos Estados Unidos, trazendo tempo selvagem, de tornados a condições de nevasca”, descreveu em análise o meteorologista Bob Henson, da Universidade de Yale.

De acordo com Henson, uma corrente de jato polar atipicamente intensa misturada com perturbações e sistemas frontais que se propagam através dela gerará as condições extremas. Ele destaca que, sob El Niño, é comum que neve mais no Sudoeste dos Estados Unidos e ocorra mais tempo severo de inverno no Sul do país.

Modelos indicam que no fim de semana haverá a formação de um ciclone bomba, no interior do continente, na região do Meio-Oeste. A pressão poderia cair a 960 hPa. Na sequência, ingressaria uma massa de ar polar do Ártico extraordinariamente forte.

Os modelos de longo alcance apontam cada vez mais para uma intrusão de ar do Ártico na próxima semana, do Noroeste dos Estados Unidos para as planícies e depois para Leste, acompanhando o deslocamento para Sul do vórtice polar estratosférico. Há dados indicam marcas de 40ºC abaixo do normal para o Norte das Planícies Centrais.

Confirmando-se os dados dos modelos, os Estados Unidos enfrentarão marcas de frio muito extremo em vários estados na semana que vem com possibilidade de mínimas tão baixas quanto -30ºC a -40ºC em alguns estados. O frio congelante, conforme a simulação, poderia chegar até mesmo a estados de clima mais quente como a Flórida.

Esta segunda tempestade de inverno poderá ser ainda mais forte do que esta que agora começa com nova rodada de condições extremas, incluindo tempestades severas e risco de tornado no Sul, neve e nevasca em partes do Centro-Oeste e chuvas torrenciais com vento no Leste, trazendo mais inundações e cortes de energia.

O núcleo do ar mais frio – em comparação com o que é típico – é esperado de Montana ao Norte do Texas durante o fim de semana, escoando gradualmente em direção ao Meio-Oeste e aos Grandes Lagos no início da próxima semana, acompanhando o ciclone bomba na área. Temperaturas tão baixas quanto 40ºC negativos estão previstas perto da fronteira Estados Unidos-Canadá no sábado.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios